• muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br

Estudantes do curso Técnico em Agropecuária Integrado representam Campus Muzambinho em fase nacional da OBAP

Redação13 de setembro de 20185min0
OBAP01
Discentes do 2º ano integram a equipe Agromuz, uma das duas representantes do IFSULDEMINAS na fase nacional da competição.

Os alunos Guilherme Teixeira Simões, 16, João Augusto Vilas Boas dos Santos Gonçalves, também de 16 anos e Mauro Aparecido Ambrósio Filho, 17, são os representantes do IFSULDEMINAS Campus Muzambinho na etapa nacional da 8ª Olimpíada Brasileira de Agropecuária (OBAP). Os estudantes do segundo ano do curso técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio formam a equipe Agromuz, e têm como orientador o professor Claudomir Silva Santos. A etapa brasileira acontece entre os das 14 e 16 de setembro no IFMG- Campus Bambuí, no oeste do estado.

Guilherme Teixeira Simões, João Augusto Vilas Boas dos Santos Gonçalves e Mauro Aparecido Ambrosio Filho (da esquerda para direita) representam o IFSULDEMINAS- Campus Muzambinho na 2ª fase da OBAP.

Para os alunos, a oportunidade de representar o campus Muzambinho na 2ª fase da OBAP é oportunidade única. “ A gente não esperava ( ir para a próxima fase). Fizemos mais para testar o nosso conhecimento”, ressalta Guilherme. Essa é a primeira vez que a equipe participa da OBAP.

Preparação
Os jovens agora se preparam para prova teórica e prática. “Tem uma parte de inseminação, mecanização e outra de análise de solo. Estamos buscando ajuda de professores dessas áreas para auxiliar a gente”, revela Guilherme. Para Mauro Filho, o momento é de revisar o conteúdo, “cabe a nós já ter esse conhecimento. Só estamos dando mais uma estudada para poder sair melhor nessa prova.”

Competição
A OBAP 2018 contou com participação de 703 equipes na primeira fase, 68 a mais que na última edição, totalizando 133 unidades educacionais diferentes, sendo escolas federais, estaduais e municipais, vindos de 25 estados do país. A novidade deste ano é que, além da participação de estudantes brasileiros, duas equipes da Angola e três de Portugal, membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa também estão na disputa.

A temática deste ano é em comemoração aos 10 anos dos Institutos Federais. A OBAP estimula o ingresso de jovens do ensino médio/técnico integrado, concomitante e técnico subsequente em carreiras técnico-científicas, incentivando a participação em atividades de iniciação científica, colocando-os em situações desafiadoras, estimulando a cooperação e a integração entre os participantes.

Minas Gerais é o estado com o maior número de equipes inscritas (92), seguido do Piauí (53) e Goiás (51). Ao todo, são aproximadamente três mil participantes envolvidos na edição 2018 da olimpíada.

A primeira fase aconteceu entre os dias 1 e 3 de agosto e contou com 40 questões de múltipla escolha. Já a fase presencial que acontece neste fim de semana compreende duas etapas. Na primeira (classificatória), as equipes classificadas deverão realizar prova prática proposta pela organização, com valor de 20 pontos para a equipe. Na segunda etapa (classificatória), cada estudante responderá individualmente uma prova teórica contendo vinte questões objetivas (1 ponto cada) e quatro questões discursivas (5 pontos cada), nas áreas descritas no conteúdo programático.

Na modalidade de Ensino Médio Integrado ou Concomitante, receberão medalhas as quinze melhores equipes; sendo cinco medalhas de bronze, cinco de prata e cinco de ouro. A premiação individual será destinada ao estudante de cada país que obtiver a melhor nota na prova teórica.

Os estudantes das equipes medalhistas da modalidade de ensino médio/técnico integrado ou concomitante poderão ser convidados a participar da seletiva para representar o Brasil na IESO no ano de 2019, que acontecerá na Coreia do Sul, que é o objetivo da equipe Agromuz. “A gente vai lá para representar o IFSULDEMINAS- Campus Muzambinho da melhor forma possível, dando o nosso melhor para ganhar alguma medalha. Mas o mais importante e estar levando o nome da nossa escola para a segunda fase. Talvez quem sabe até para a terceira, que é mundial”, afirma o aluno Mauro Aparecido Ambrosio Filho.

TEXTO: Carol Negrão com informações da ASCOM- Reitoria
FOTO: Carol Negrão

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *