• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Veja como está o trecho da BR-356 interditado por risco em barragem

Redação21 de fevereiro de 20194min0
20190221093014110208i
Nesta manhã, Polícia Militar anunciou que tamanho da área de interdição foi reduzido após nova análise. Em caso de rompimento de uma barragem da Vale, parte da rodovia seria atingida

Motoristas que trafegam pela BR-356 na região de Nova Lima, Grande BH, encontram a rodovia fechada na altura do km 29 na manhã desta quinta-feira. O motivo é o risco gerado pela Barragem de Vargem Grande, da Vale, que motivou a evacuação de cerca de 100 pessoas desde a manhã dessa quarta-feira. Além do km 29, há outros dois bloqueios na BR-356, entre o km 35, altura da Lagoa das Codornas, e o km 41.

Segundo a Defesa Civil, a zona considerada de maior impacto em caso de um possível rompimento da barragem atingiria o local entre os kms 35 e 50, porém, no início da manhã, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) já estava fazendo um bloqueio na altura do km 29 e liberando apenas a passagem de motoristas que se dirigem aos condomínios antes da Lagoa das Codornas.
Às 9h15, a PM informou que, analisando a área de inundação em caso de rompimento, concluiu que a área afetada seria a que fica entre os kms 35 e 41. Assim, este trecho permanece interditado. A situação foi discutida em uma reunião com a Defesa Civil e a Vale.
Já é possível perceber caminhões encostados à beira da BR-356 em frente ao Condomínio Alphaville, porque encontraram o trânsito fechado.
As autoridades que fizeram o bloqueio da BR-356 indicam dois desvios. Veículos leves, vindo de Belo Horizonte, podem usar a MG-030 para passar por Nova Lima, Rio Acima e em estrada de terra até Itabirito. Já veículos pesados devem seguir pela BR-040 até Congonhas, Ouro Branco e depois Ouro Preto, para depois voltar para Itabirito ou seguir viagem para onde iriam normalmente.
Ao todo, 125 pessoas tiveram que sair de casa ontem. Vinte e cinco delas relacionadas a quatro barragens do Complexo da Mina de Fábrica, em Ouro Preto. Elas ocupam uma área rural há 15 quilômetros da comunidade de Engenheiro Correia.
Fonte: em.com.br

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *