• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Alunos e Professores do IF Campus Muzambinho aderiram a manifestação nacional…

Gerson Dias15 de maio de 20191min3
Novamente os alunos e professores se concentraram no canteiro central da Av. Dr. Américo Luz...

Além da Concentração na Avenida nesta quarta-feira, 15/05, os manifestantes fizeram caminhada pelas ruas da cidade fazendo seu protesto com várias faixas e cartazes.

 

Fotos: Redes Sociais

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

3 comments

  • EDERSON

    15 de maio de 2019 at 20:44

    Protestos são justos, corretos e legítimos. E a ação ordeira do IFET foi muito respeitável. No entanto, a manipulação ideológica, o interesse pelo atraso e caos, a desinformação e outros atos de má fé devem ser deixados de lado. Há um governo que, com vários problemas já conhecidos, acaba de assumir e não possui uma responsabilidade direta quanto a situação econômica atual do país. Essa que vem de governos anteriores, que quebraram o país. Assim, alguns inocentes manipulados e outros por má fé, se aproveitam para atacar e mentir sobre a situação. No passado, cortes significativos ocorreram e não houveram manifestações. Agora esses mesmos atacam o governo atual, por um ato similar ao que fizeram antes e por uma crise que eles causaram.
    As cobranças e protestos devem continuar, são garantia de pressão aos políticos e podem trazer melhoras ao país. Contudo, há que se ter isonomia, imparcialidade, honestidade e caráter. Do contrário, é má fé e ignorância.
    Por outro lado, caberá aos gestores do IFET evitarem obras incorretas, gastos desnecessários, projetos abandonados, desperdícios, dentre outros pontos. Focando na qualidade, eficiência e no objetivo final do Instituto, que é a educação de qualidade.
    A população de bem exige justiça, equilíbrio e bom aproveitamento dos recursos públicos.

    Responder

  • Márcio

    16 de maio de 2019 at 18:47

    Olá Ederson, tudo bem?
    Algumas considerações importantes sobre seu comentário, na perspectiva de quem é servidor do Campus Muzambinho.
    1. Nossa sigla não é IFET. É IF (Instituto Federal).
    2. Não prospera o argumento da manipulação, haja vista que o movimento estudantil aprovou autonomamente sua pauta e participação, em seus fóruns legítimos. Elementar que movimentos com pautas semelhantes se encontram na luta. Prova disso que, em função das deliberações divergentes sobre a programação do ato do dia 15, ocorreram entendimentos entre as lideranças dos servidores e estudantes. A propósito, se fôssemos assim tão bons nesta suposta “manipulação de viés ideológico” ou na promoção do “marxismo cultural”, um ser tão abjeto não teria sido eleito presidente da república.
    3. Fizemos três greves contra Dilma e algumas mobilizações significativas na cidade. Se é de Muzambinho, vai lembrar.

    Responder

  • JAQUELINE KIERDEIKA

    17 de maio de 2019 at 7:17

    Vamos colocar a informação correta?
    “Alunos e professores do IF Sul de Minas Campus Muzambinho aderem a mobilizações contra cortes e aproveitam para mostrar seus projetos e ações para a população de Muzambinho os convidando a conhecer o que é feito no campus e com apresentações artísticas”
    O microfone tava aberto, tal qual os alunos. Não teve militância. Se teve foi mínima e desconsiderada. Eram alunos e professores com medo do que pode acontecer pois o IF já sofreu convenções e estava com medo de ter que demitir mais e não sabe onde mais cortar.
    O IF não IFET como cidadão acima falou, atende a população de forma direta e indireta, em projetos e pesquisas. Tá mais preocupado com a ideologia do que com as pessoas.

    Responder

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *