• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

A inclusão do aluno autista em atividades lúdicas no contexto escolar

Redação27 de novembro de 20193min0
O autismo é um transtorno neurológico com impactos sobre a interação social, comunicação verbal e não verbal. Além da manifestação de comportamentos restritivos e introspectivos.

As manifestações apresentadas são falta de interesse pelos conteúdos que normalmente caracterizam motivação aos demais colegas em sala de aula, sinais de irritação constante pela sensibilidade dos sentidos como audição, olfato e paladar, agressividade na alteração de ações comuns na rotina do aluno, e apego excessivo a objetos.

Os alunos do Curso Técnico em Enfermagem, por meio de ações de saúde, realizaram uma atividade lúdica de integração e socialização na Escola Estadual Césario Coimbra.

O objetivo consiste em sensibilizar os alunos do 6°Ano do Ensino Fundamental II para a identificação, inclusão, auxílio e respeito aos colegas autistas.

Na oportunidade foram realizadas orientações, explanações sobre o tema e apresentação das qualidades e do potencial dos alunos. Além da proposta de interatividade por meio do “método gamificação”, ensinando por meio de jogos e brincadeiras lúdicas de tabuleiros com peças humanas.

Ao final da abordagem os alunos participaram de um “Quis de perguntas e respostas” demonstrando interesse, participação e envolvimento no projeto.

As alunas Quézia de Cássia Pereira e Glaucia Dias são alunas do 3° Módulo de Enfermagem e foram orientadas pelo Prof Dr Fabrício Santos Ritá.

De acordo com Quézia “As ações voltadas para identificação de alunos autistas na escola fazem toda a diferença, pois quanto mais precoce for identificado, maior o potencial de aprendizagem do aluno”.

“ O papel dos profissionais de saúde extrapolam seus espaços físicos nos postos de saúde, requer também a participação em iniciativas sociais e de inclusão nas escolas, nas instituições e principalmente na sociedade. Fortalecendo e demonstrando o respeito ás diferenças entre as crianças”, ressaltou o orientador.

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *