• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

IFSULDEMINAS – Reitor considera prematura qualquer análise sobre volta das aulas presenciais

Redação20 de julho de 20204min0
IMG_9592
A atuação do IFSULDEMINAS durante o momento mais crítico da pandemia da COVID-19 em Minas Gerais.

Este foi o tema principal da entrevista com o Reitor Prof. Marcelo Bregagnoli. O dirigente esclareceu que a instituição optou por manter a atividade educacional de forma remota. Foi um grande desafio para todos, sendo necessário adaptar rapidamente à nova realidade. O primeiro semestre está sendo encerrado com várias adequações e normativas, preparando para a retomada no mês de agosto.

MUITAS AÇÕES

O Reitor relatou que no momento está sendo feita a efetivação dos “Dados para Monitoramento”. Uma análise bastante superficial permite afirmar que não existe uma solução extremamente efetiva neste momento. Porém, foi a melhor decisão tomada no momento, sendo de menor impacto.

A análise foi feita junto aos líderes de turma dos oito campi, sendo que 84% dos docentes consideraram efetivas as atividades remotas. Vale acrescentar que 93% disseram que estão recebendo um atendimento muito bom por parte do docente. Foram implementadas várias ações, tendo sido criado o programa “Mediador Virtual”, através de um “auxílio de conectividade”. Trata-se de um recurso para que o estudante tenha acesso à internet. Também foram liberados computados e equipamentos aos estudantes, inclusive com doação externa da população. Está sendo feita uma grande adequação no “auxílio estudantil”, sendo que R$ 1,4 milhão foi destinado a programas de fixação do estudante. É uma forma de recompor renda, bem como de fixar o estudante.

CARGA HORÁRIA

Bregagnoli observa que neste momento o mais importante não é a questão do ensino, mas exatamente a valorização da aprendizagem. Ou seja, não especificamente o método de ensino, mas o que o aluno está adquirindo de conhecimento. Já a carga horária foi liberada pelo Congresso Nacional e medida provisória do governo para que fosse apegado aos dias letivos. É preciso cumprir conteúdos, o que está acontecendo de forma remota neste momento. Numa instituição pautada pela educação profissional e tecnológica, a prática é o maior desafio. A expectativa é que a prática possa ser aplicada num momento oportuno, quando já estiver estabelecida a segurança das pessoas. Essas práticas serão ofertadas aos estudantes de forma modular a ser debatida entre as unidades.

Além da intensa distribuição de equipamentos, a instituição também identificou que restam 150 alunos (num universo de 18 mil) a ter este acesso à internet. Ainda está sendo estudado um processo estrutural para apoiar este aluno para que tenha uma nova oportunidade e complete o seu ciclo educacional.

AULAS PRESENCIAIS

Questionado sobre o retorno das aulas presenciais, o Reitor considerou prematura qualquer análise a respeito. Observa que a pandemia está em pleno crescimento em Minas Gerais, reforçando a necessidade da tomada de todos os cuidados e isolamento social. De qualquer forma, é certo que o retorno das atividades no mês de agosto vai acontecer de forma remota. Os primeiros quinze dias serão de planejamento da metodologia em cada unidade, seguida por uma construção coletiva. Paralelamente, foi construído um protocolo muito bem elaborado por profissionais técnicos e capacitados já prevendo o retorno das aulas presenciais em algum momento.

Fonte: A Folha Regional

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *