• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Zema admite ‘estresse’ no interior de MG e pede ajuda ao governo federal

Redação18 de fevereiro de 20214min0
20210217182653624438u
Alto Paranaíba e Triângulo estão em alerta por conta de avanço do coronavírus; força-tarefa foi enviada para ajudar cidades

A alta dos casos de coronavírus no Triângulo Mineiro e no Alto Paranaíba preocupa a saúde estadual. Além da aceleração do contágio, as cidades do entorno sofrem com a falta de leitos. Nesta quarta-feira (17/02), o governador Romeu Zema (Novo) aproveitou a videoconferência dos chefes dos Executivos estaduais com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para pedir ajuda ao Palácio do Planalto.

Ao Estado de Minas, Zema disse que, embora tenha solicitado apoio da União, o estado tem conseguido dar conta da demanda de pacientes. O pouco fôlego, contudo, tem causado “estresse” à rede de atendimento.

“Foi solicitado um apoio, mas até o momento não tivemos retorno. Estamos nos desdobrando para fazer o possível, transferindo pacientes e reforçando o quadro de profissionais”, garantiu.

A ideia do governo estadual é conseguir fazer o sistema de saúde respirar ante a aceleração de casos instalada em cidades como Araxá e Coromandel.

“Estamos conseguindo atender as pessoas que precisam, mas em nível elevado de estresse. É sempre bom trabalhar com mais segurança”, completou.

Secretaria de Saúde segue acompanhando cidades

Nessa terça (16/02), uma força-tarefa capitaneada pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, esteve em Coromandel e Uberlândia. Profissionais de saúde foram enviados para encorpar o sistema dos municípios e seus entornos. O grupo conta com integrantes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, representantes da pasta de saúde e médicos do Hospital Eduardo de Menezes.

Em Coromandel, a prefeitura implantou barreiras sanitárias e toque de recolher para conter a virose. Enquanto isso, Uberlândia registrou a maior quantidade de mortes por COVID-19 em apenas um dia.

Força-tarefa embarcou nessa terça (16) para auxiliar cidades mineiras que sofrem com pandemia(foto: Divulgação/PMMG)

Para suprir o esgotamento da saúde coromandelense, pacientes foram levados a Divinópolis, Formiga e Pará de Minas, no Oeste do estado.

Amaral deve voltar a Belo Horizonte nesta quarta. Da capital, ele seguirá acompanhando de perto os desdobramentos da situação no interior.

Araxá, que tem ocupação de leitos perto de 100%, decretou ‘Lei Seca’. A venda de bebidas alcoólicas foi proibida por 15 dias.

Fonte: Estado de Minas

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *