Black Friday 2021: 7 dicas para não cair em golpes nas compras on-line

Redação25 de novembro de 20216min0
homem-fazendo-compras-on-line_1_32740
A Black Friday 2021 atrai consumidores para as compras pela internet, mas é preciso verificar se a loja é confiável e evitar pagamento com boleto

A pandemia mudou os hábitos dos consumidores no Brasil e no mundo. As compras on-line, que já eram praticadas, tornaram-se comuns. Sem poder sair de casa, com o comércio não essencial fechado no início da pandemia, os clientes passaram mais tempo na internet.

Consequentemente, o e-commerce cresceu. Entretanto, é preciso tomar cuidados na hora de comprar pela internet, por mais que a oferta seja tentadora. Estamos vivendo a Black Week, que termina domingo (28), com descontos de até 70%, e nesta sexta, dia 26, os acessos aos e-commerces prometem aumentar ainda mais, afinal, é a data oficial da Black Friday 2021.

Contudo, antes mesmo dos saldões mais populares do varejo, as compras on-line já tinham crescido. Um levantamento da ACI Worldwide (empresa de sistemas de pagamento eletrônico) revelou que no mundo todo o comércio eletrônico cresceu 209% em abril deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado.

Ao que tudo indica, no Brasil esse crescimento foi um pouco menor. Segundo pesquisa da Nielsen, as vendas do e-commerce brasileiro chegaram a R$ 53,4 bilhões só no primeiro semestre de 2021, um recorde, e cresceram 31% em relação ao mesmo período em 2020.

Mas o que as pessoas compram pela internet? Segundo o estudo da ACI, já citado, o que mais cresceu em abril foi a venda de jogos (126%) e o volume de downloads digitais (26%). Já no Brasil os setores que mais bombaram foram alimentos e bebidas (294,8%), instrumentos musicais (252,4%), brinquedos (241,6%), eletrônicos (169,5%), cama, mesa e banho (165,9%). Os últimos dados são da pesquisa do Compre&Confie.

Comércio on-line: presente na Black Friday

Especialistas indicam que o consumo de produtos on-line veio para ficar. Um exemplo está na Black Friday. Por consequência, o consumidor pode fazer as compras do conforto de sua casa ou diretamente nas lojas físicas, que são obrigadas a seguir protocolos de segurança devido ao novo coronavírus.

Passada a Black Friday, clientes e lojistas começam a se preparar para as promoções de Natal e de Ano Novo. O setor varejista fica de olho no pagamento do 13.º salário dos trabalhadores. Embora nesse ano, a previsão seja de circulação menor de dinheiro devido à pandemia, os consumidores revelam o desejo de manter as compras em novembro e dezembro para as tradicionais lembrancinhas.

Expectativa de compras: Black Friday e Natal devem ser aquecidos

As tradicionais promoções de fim de ano atraem consumidores tanto no comércio físico quanto no on-line. Por essa razão, a Rakuten Advertising, empresa especializada em tecnologia para publicidade e marketing digital, realizou a pesquisa “O Caminho para a Retomada: os Picos de Venda para 2020 Repensados”.

O levantamento apontou que os consumidores querem se concentrar nas compras realizadas pela internet durante a Black Friday e o Natal. Mesmo que 40% das pessoas terem tido baixas salariais devido à pandemia, 87% devem ir às compras no Natal e 57% desejam fazer algum gasto em campanhas, como na Black Friday.

Desse público, 86% desejam fazer compras on-line devido à praticidade e agilidade de entrega. Justamente por isso, os cuidados devem ser ampliados para evitar ser alvo de golpistas.

Evitando golpes: confira 7 dicas de cuidados nas compras on-line

Mesmo quem já está familiarizado com as compras on-line precisa tomar alguns cuidados na hora de encher o carrinho. Por isso, confira algumas dicas trazidas pela maioria dos especialistas em defesa do consumidor.

#DICA1

Pesquise a idoneidade da empresa. É possível checar sites como Proteste e Reclame Aqui;

#DICA2

Peça orientação a pessoas da família e amigos que já compraram na mesma empresa;

#DICA3

Prefira comprar produtos em sites já conhecidos do grande público;

#DICA4

Veja se o site é seguro, se tem o símbolo do cadeado na barra superior;

#DICA5

Tire print do comprovante de pagamento ou armazene todos os e-mails da empresa sobre a compra;

#DICA6

Tome cuidado com dados pessoais. Por isso, procure não fazer compras on-line em computadores de uso coletivo, como do trabalho ou de lan-houses;

#DICA7

Desconfie quando a oferta for muito atrativa, pois pode ser uma armadilha.

Além dessas recomendações, evite pagar compras on-line no boleto. Isso porque o cartão é mais seguro. Existem golpistas que alteram o código de barras através de malwares, e o dinheiro vai parar na conta de outro destinatário. Além disso, é mais difícil conseguir o ressarcimento do que quando a compra é feita no cartão.

Outra dica é pesquisar o site do Procon, que possui uma lista das empresas que já têm histórico de reclamações.

Fonte: EM

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *