Governo de Minas ainda não vê segurança para desobrigar máscara

Redação2 de dezembro de 20213min0
Máscara-rua-scaled-2
Representante da Secretaria de Saúde diz que não há indicadores que possibilitem a desobrigação do uso em locais abertos

O governo de Minas afirmou que ainda não é o momento de desobrigar do uso de máscara em locais abertos no estado. A informação foi divulgada pela coordenadora do Cievs-MG (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Estado de Minas Gerais), Eva Arcoverde nesta quinta-feira (2).

A coordenadora reafirmou que a Secretaria de Saúde avalia a flexibilização, mas, até o momento, Minas Gerais não tem indicadores robustos que a possibilitem. Ainda segundo Eva, a cobertura vacinal da segunda dose precisaria aumentar e a incidência de casos de coronavírus teria de diminuir para que o estado evolua nesse sentido. “Neste momento ainda não é possível fazer a flexibilização. Quando tivermos uma segurança maior, iremos flexibilizar”, garantiu a profissional do Cievs-MG.

A declaração vem ao encontro do que já foi divulgado pelo governador Romeu Zema (Novo), que confirmou que a flexibilização do uso de máscara de proteção contra a Covid-19 será definida em janeiro. “É muito provável que continuemos com o uso da máscara. Não é recomendável que você relaxe, nesta altura do campeonato, com o inimigo quase derrotado”, disse Zema na ocasião

Variante Ômicron

Além de Eva Arcoverde, a médica infectologista Luana Araújo para esclarecer as dúvidas sobre a Ômicron. Atualmente, o Brasil tem três pessoas com diagnóstico confirmado da variante. Minas Gerais investiga o caso suspeito de uma africana que chegou ao país no último dia 20.

Luana afirmou que a vacinação completa e o uso de máscara continuam sendo as maiores proteções contra todas as cepas. “A vacinação com três doses é fundamental. É melhor ter alguma proteção do que não ter nenhuma. O uso de máscara é fundamental em locais em que a cobertura vacinal é baixa, em locais fechados e com alguma aglomeração”, reforçou a médica em entrevista ao jornalista Gabriel Rodrigues.

Fonte: R7

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *