Safra 2022 será de 277,1 milhões de toneladas, alta de 9,4% ante 2021, prevê IBGE

Redação11 de janeiro de 20222min0
AgroJaponeses
A safra agrícola de 2022 deverá totalizar 277,1 milhões de toneladas, um salto de 9,4% em relação ao resultado de 2021, o equivalente a 23,9 milhões de toneladas a mais.

Se confirmado, será uma safra recorde. Os dados são do terceiro e último Prognóstico da Produção Agrícola, divulgado nesta terça-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação ao segundo prognóstico, referente a novembro, a projeção para a produção agrícola de grãos em 2022 foi ajustada ligeiramente para baixo, com queda de 0,3%. Houve revisões tanto nos prognósticos para a produção de soja quanto de milho.

Os produtores brasileiros deverão colher 70,9 milhões de hectares na safra agrícola de 2022, uma elevação de 3,5% em relação à área colhida em 2021.

A safra agrícola recorde em 2022 será impulsionada pela recuperação do milho e por novo recorde na soja. Para a soja, o IBGE projeta uma produção de 138,3 milhões de toneladas. Se confirmada, será uma safra 2,5% maior do que a de 2021, que já foi recorde. “Ao contrário da safra 2021, quando houve atraso no plantio, nesta safra, a semeadura da soja ocorreu antecipadamente, de forma acelerada, na maior parte das regiões produtoras”, diz a nota divulgada pelo IBGE.

Já para o milho, cuja segunda safra de 2021 foi uma das culturas mais atingidas pela estiagem e geadas do inverno passado, o IBGE projeta uma produção total de 108,9 milhões de toneladas. Se confirmada, será um salto de 24,1% em relação à safra de 2021. A segunda safra deverá colher 80,4 milhões de toneladas, salto de 29,4% ante 2021. Já a primeira safra deverá colher 28,5 milhões de toneladas, avanço de 11,2% sobre 2021.

“Após uma grande queda na produção em 2021, efeito do atraso do plantio da 2ª safra e da falta de chuvas nas principais unidades produtoras, aguarda-se um ano dentro da normalidade o que propiciará a recuperação das lavouras, inclusive devendo atingir um novo recorde nacional”, diz a nota do IBGE.

Fonte: ISTO É DINHEIRO

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *