• muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com

MG lidera ranking de acidentes em rodovias no Brasil; foram 8.308 em 2021

Redação17 de maio de 20225min0
policia_rodoviaria_federal_operacao_finados_prf_2021031120214322
Minas Gerais também ocupa o primeiro lugar no número de pessoas feridas e mortas nas estradas no ano passado

Minas Gerais lidera o ranking de ocorrências de acidentes em rodovias federais e estaduais no Brasil, com 8.308 registros no ano passado, segundo dados do Anuário 2021, divulgado nessa segunda-feira (16/5) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Em segundo lugar, aparecem Santa Catarina, com 7.882, e Paraná, com 7.330. Minas também ocupa o primeiro lugar no número de pessoas feridas e mortas nas estradas, com 692 mortes e 9.962 feridos, sendo 2.394 atendidos em estado grave.

Confira o ranking de acidentes:

  • Minas Gerais – 8.308
  • Santa Catarina – 7.882
  • Paraná – 7.330
  • Rio de Janeiro – 4.556
  • Rio Grande do Sul – 4.536

Rodovias

Além dos acidentes, feridos e mortes, Minas Gerais é o estado com mais rodovias com maior número de registro de acidentes no ano passado, de acordo com o anuário da PRF. Na BR-381, foram 2.388 acidentes, e na BR-040, 1.752. A maioria das mortes em rodovias também tiveram a BR-381 e BR-040 no ranking, com 162 e 145 óbitos respectivamente, seguidas da BR-116, com 108 óbitos.

Os motoristas também têm se descuidado do uso do cinto de segurança ao volante, que, de acordo com a PRF e órgãos de segurança competentes, pode evitar mortes e ferimentos graves. A atenção quanto ao cinto de segurança caiu no último ano, 48,7% dos motoristas foram flagrados na condução de seus veículos sem usar o equipamento até abril de 2021.

Brasil

No anuário,também foram apurados dados sobre o combate à criminalidade. Em 2021, o recorde histórico foi em relação à quantidade de cocaína tirada de circulação das rodovias federais. Foram cerca de 40 toneladas, montante 25% maior do que foi apreendido em 2020. A liderança de apreensões ficou com o Mato Grosso, com 32%.

Minas não ficou no topo do ranking de maior apreensão de drogas pela PRF, mas, ainda assim, teve um número muito alto para Cocaína/Cloridrato de Cocaína, com mais de 2,5 toneladas apreendidas, e destaque também para crack, com 1,35 tonelada.

Mato Grosso (12,8 toneladas), Mato Grosso do Sul (5,2 toneladas) e Goiânia (3,8 toneladas ) lideraram ranking de apreensão de cocaína.

Apesar disso, a pesquisa feita pela PRF indicou que o índice de acidentalidade nas rodovias federais caiu no Brasil, entre 2007 a 2021, saindo de 127.671 para 64.441, uma queda de 49,5%.

Dos 64.441 acidentes registrados em todo o Brasil, colisão traseira lidera o ranking de causas, com 12.297 ocorrências, seguido de saída de leito carroçável, 10.640, e acidentes e colisão lateral no mesmo sentido, com 5.561 ocorrências.

Ações imprudentes no trânsito, como reação tardia ou ineficiente do condutor e ultrapassar o limite de velocidade, também têm um grande número de registros de ocorrências no país, com 6.888 e 6.741, respectivamente.

Radares

Em Minas, desde setembro de 2021, as estradas receberam 598 novos radares de velocidade, de acordo com o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG). Antes, 467 pontos tinham a velocidade fiscalizada em Minas Gerais. Com os novos radares, são 1.065 pontos.

Belo Horizonte não ficará para trás no monitoramento, os novos aparelhos fiscalizam tráfego em local proibido para caminhões, avanço de semáforo e parada de veículos sobre faixa de pedestre. Somente na última segunda – feira (9/5), cinco radares começaram a operar na cidade.

Fonte: Estado de Minas

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *