• muzambinho.com.br
  • muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Pesquisa e Inovação Estudo contra câncer usará células geneticamente modificadas no Brasil

Redação15 de julho de 20221min0
Foto-Shutterstock-1-420x236
A Anvisa autorizou o primeiro estudo nacional de uma terapia contra câncer com células de defesa geneticamente modificadas. Com isso, o tratamento pode ficar até dez vezes mais barato.

A pesquisa clínica é financiada pelo SUS e vai ser realizada pelo Hospital Israelita Albert Einstein.

O tratamento comercial pode custar entre 350 mil e 500 mil dólares, diz o coordenador do Programa de Hematologia e Transplantes de Medula Óssea do Einstein, Nelson Hamerschlak.

O estudo envolve as chamadas células CAR-T. O próprio glóbulo branco, uma célula de defesa, do paciente é retirado e modificado geneticamente em laboratório para atacar um tumor específico. Depois é reintroduzido no corpo da pessoa, onde se reproduz e combate o câncer.

No caso da pesquisa brasileira, os alvos são leucemia linfocítica aguda, linfocítica crônica B e linfomas B.

Segundo Nelson Hamerschlak, a terapia com células CAR-T tem bons resultados.

O estudo está em fase 1 e envolve 10 pacientes. A previsão é terminar a primeira etapa até o meio do ano que vem.

Fonte: Rádio Agência Nacional

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *