• Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com

Após mais uma confirmação, Minas tem 75 casos de varíola dos macacos

Redação4 de agosto de 20223min0
variola-macacos-3-063924848a
Estado ainda investiga outros 132 casos suspeitos

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou nesta quinta-feira (4) mais um caso de varíola dos macacos. Agora, o Estado tem 75 diagnósticos confirmados para a doença pela Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Além das 75 confirmações a pasta investiga outros 132 casos suspeitos e classifica dois pacientes como prováveis. Minas também descartou 149 casos possíveis.

Pela primeira vez, a SES apresenta no boletim de atualização o caso suspeito em uma criança de 1 ano e seis meses em Contagem, na região metropolitana. A pasta foi notificada no último dia 1º e segue em investigação. A mãe do bebê conversou com O TEMPO e falou sobre o medo e a desinformação.

Todos os casos confirmados são em homens com idades entre 21 e 55 anos, em boas condições clínicas. Em todas as situações, os contactantes estão sendo monitorados pelas secretarias municipais. Somente o município de Belo Horizonte apresenta transmissão comunitária. A capital mineira tem 53 casos confirmados.

Minas registrou também a primeira morte pela doença no Brasil e o primeiro fora de países africanos. No último dia 28, um paciente que estava em acompanhamento hospitalar para monitoramento de outras condições clinicas graves evoluiu para óbito. Era um homem de 41 anos residente em Belo Horizonte e natural de Pará de Minas.

Quais são os sintomas da varíola dos macacos?

Os primeiros sintomas da varíola dos macacos são febre, dor de cabeça, dores musculares e nas costas, linfonodos inchados, calafrios e exaustão. A doença se desenvolve com lesões na pele, primeiramente no rosto. As lesões também podem se espalhar para outras partes do corpo, incluindo os genitais.

As lesões na pele parecem as da catapora ou da sífilis até formarem uma crosta, que depois cai. Os sintomas podem ser leves ou graves, e as lesões na pele podem ser pruriginosas ou dolorosas.

Como a doença é transmitida?

A transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama. A transmissão de humano para humano ocorre entre pessoas com contato físico próximo com casos sintomáticos.

Fonte: O Tempo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *