• Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • loja.muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Minas tem maior taxa de testes positivos de Covid, que dobrou no Brasil

Redação1 de setembro de 20234min0
covid-0154089
Relatório do Instituto Todos pela Saúde (ITpS) indica taxa de positividade de 21,4% no Estado

A Covid-19 nunca esteve, de fato, longe, mas parece estar voltando com mais força do que nos últimos meses, com a ascensão da nova subvariante Éris. O novo relatório do Instituto Todos pela Saúde (ITpS), divulgado nesta semana, aponta que a taxa de positividade dos testes de Covid-19 realizados em laboratórios privados no Brasil dobrou em um mês.

A taxa média saltou de 7% para 15,3% nos nove Estados analisados. Até então, a maior taxa registrada no Brasil em 2023 havia sido no final de fevereiro, 23,3%. Minas Gerais é o Estado com o maior índice, acima da média nacional, e a média diária de diagnósticos positivos em Minas passa de 200.

O infectologista Estevão Urbano, presidente da Sociedade Mineira de Infectologia (SMI) avalia algumas hipóteses para o protagonismo de Minas. Uma delas, que ele diz não acreditar que seja a causa, seria uma testagem mais ampla no Estado do que nos demais. O mais provável, diz ele, é que a subvariante Éris esteja predominando em Minas atualmente, ainda que não tenha sido detectada oficialmente.

“Não acredito que esse aumento em Minas seja porque tenhamos mais problemas de cuidado do que outros Estados. O mundo inteiro deixou de usar máscara e de se distanciar, não vejo que esse problema seja maior em Minas. É mais provável que tenhamos a nova variante, ainda não detectada, mas já circulando”, diz. Ele avalia que, se a possível nova onda seguir a tendência das demais, deve durar entre quatro e seis semanas.

Confira a lista dos cinco Estados com maior positividade para Covid:

  1. Minas Gerais: 21,4%
  2. Goiás: 20,4%
  3. Distrito Federal: 19,5%
  4. Paraná: 15,7%
  5. São Paulo: 14,1%

Nacionalmente, os percentuais são maiores nas faixas etárias mais elevadas. A taxa mais alta é da faixa de 49 a 59 anos (21,4%) e de maiores de 80 (20,9%). O ITpS, autor do relatório, alerta que o cenário favorece reinfecções e a Covid longa, isto é, a persistência de sintomas por meses após a infecção.

A subvariante Éris é altamente contagiosa, mas não há sinais de que cause um quadro mais severo de Covid-19 na população em geral. Ela tem potencial para infectar mesmo pessoas que já foram vacinadas, mas as vacinas ainda protegem contra casos mais graves, e é fundamental que toda a população tome todas as doses disponíveis. Confira onde se vacinar em Belo Horizonte.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) afirma que não tem confirmação da subvariante em Minas e que monitora a ocorrência. “Atualmente, o cenário da Covid-19 em internações demonstra-se positivo em relação ao mesmo período de anos anteriores, com baixo número de casos e óbitos, cenário que foi atingido mediante as medidas de prevenção e controle adotadas de forma oportuna”, destaca, em nota.

O uso de máscara é recomendado para quem apresenta sintomas gripais e para pessoas em grupos com maior propensão a ter um quadro mais severo de Covid, como idosos, imunossuprimidos e pessoas em tratamento de câncer.

Fonte: O Tempo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *