• muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Quem somos nós – por Antero Costa Filho

Redação27 de novembro de 20238min1
Dr Anteroficial
.

Fomos criados e educados para alcançar e valorizar “Status”. (“situação”, “estado” ou “condição” de um indivíduo em determinado momento ou circunstância.)

Quando nos perguntam quem somos, a tendência é “vomitar” nossos dados corporativos (competências técnicas). … Não temos culpa porque fomos ensinados a valorizar estas ‘coisas’ (conquistas); como também a não falar das nossas qualidades e habilidades (‘valores e virtudes’). Somos como nos comportamos!

• Então, “nada mais natural do que usar nossas conquistas (o “TER”) para nos definir”; correto?

Nem tanto…pois “a essência dos indivíduos está ligada aos seus valores” (o “SER”) e estes foram os responsáveis pelo seu “status”.

Temos vergonha de falar sobre nossos valores porque temos medo dos ‘julgamentos’!

Mas temos orgulho de falar sobre nossas conquistas, porque somos arrogantes, prepotentes e competitivos! Exibicionistas!

Esse fato curioso pode derivar uma série de questões, que valem a nossa reflexão:

• Tenho receio do julgamento de quem eu sou! Por que?

• Tenho receio de quem eu sou! Não te conhece?

• Eu sei realmente quem eu sou? Deveria!

• Eu sei nitidamente quais são meus valores! Se não sabe, invista no seu “AUTOCONHECIMENTO

Não procrastine! Coragem é enfrentar os medos investindo em conhecimentos e autoconhecimento.

Para conquistarmos a vida que desejamos e merecemos (mudanças radicais e duradoras), é preciso: “Coragem para enfrentar os medos” e persistência com foco/força/fé nas suas metas.

Você pode tentar sozinho, mas existem especialistas da mente que podem e nos ajudam a “encaixar as peças”.

Com habilidade e empatia assertiva (respeito mútuo) podemos nos comunicar com o “coração” e perguntar se este está de acordo com nosso “cérebro”! Assim, podemos nos conhecer melhor!

O Autoconhecimento” é útil e imprescindível para as mudanças necessárias, se queremos crescer como seres humanos, dizendo adeus a quem fomos um dia. Amém!

Atenção:
Medicamentos Psicotrópicos apenas amenizam os sintomas, enquanto presentes no organismo.

São úteis, necessários e essenciais quando dentro das normas farmacológicas e prescritos pelo médico e/ou “psiquiatra”. Pode ser necessário o uso contínuo, mas não curam! (evidências empíricas e científicas)

Psiquiatras e / ou Psicólogos podem nos ajudar, e têm a competência da “cura mental” pelo “poder das palavras”, desde que haja nossa adesão (com empatia, ou seja: compreensão emocional da necessidade da interrelação médico-paciente, de forma respeitosa e honesta) ao tratamento proposto:

Somos valores e “status” que conseguimos por nossos valores (dons e habilidades). Escolhemos com livre-arbítrio nossas metas de vida. Sofremos as consequências!

“Status” significa “situação”, “estado” ou “condição” de um indivíduo em determinado momento ou circunstância. Assim, absolutamente instável. … às vezes dependente de uma assinatura!

Valores e virtudes são conceitos relacionados, mas diferentes.

Os valores são fundamentos morais e éticos, como também espirituais, essenciais, que formam a consciência do ser humano. Assimilados pelo aprendizado informal e/ou pela erudição.

As virtudes, por outro lado, referem-se a conceitos metafísicos como bom, justo ou belo. “Virtudeé quando você junta valores morais em sintonia perfeita com a vontade humana. Um pilar do seu caráter!

Competências Técnicas nos ensina a pescar,

Competências Comportamentais a vender o peixe!

Sinta orgulho de quem você é (autoestima) e viva cooperando com “tudo/todos” honrando o ser humano que somos.

 

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Aki Tem Muzambinho

Um comentário

  • josé oimpio

    9 de março de 2024 at 13:19

    Obrigado Dr Relfexão fastastica

    Responder

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *