• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com
  • muzambinho.com.br

INSS adota inteligência artificial que identifica fraudes em atestados do auxílio-doença

Redação15 de janeiro de 20243min0
15112223876094
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) inicia nesta segunda-feira (15) a operação de um novo serviço de inteligência artificial (IA). O recurso visa detectar eventuais fraudes envolvendo solicitações do auxílio-doença.

A plataforma analisa atestados médicos usados para a obtenção do benefício, dado por afastamentos de mais de 15 dias por motivo de doença no Brasil.

A novidade no processo é um robô desenvolvido pela Dataprev. Ele faz uma varredura em todos os atestados médicos adicionados na Atestmed, que é um ambiente do próprio Ministério da Previdência Social.

O robô faz o cruzamento de dados pessoais e diagnósticos, além de identificar o CRM do médico envolvido, a assinatura do profissional de saúde e o endereço de envio do arquivo.

A interface inicial do serviço digital do INSS.A interface inicial do serviço digital do INSS.Fonte:  INSS 

Em casos de benefício de até 180 dias, o processo automatizado e virtual irá substituir o atendimento normalmente feito por uma consulta de perícia.

Apresentar um documento falso para conseguir o benefício é crime no Brasil e pode gerar consequências como demissão por justa causa e outras punições de acordo com a análise do caso pela Polícia Federal.

IA é aliada em diagnósticos e outros processos na saúde

De acordo com dados oficiais do INSS, foram mais de 1,6 milhão de pedidos de auxílio-doença solicitados só em 2023. Cerca de 46% deles, entretanto, foram rejeitados por alguma irregularidade cadastral.

O uso da IA deve acelerar o processo de análise dessas solicitações, além de identificar com precisão quais são os elementos faltantes ou possivelmente fraudulentos nos atestados.

Para além do INSS, o Ministério da Saúde também tem planos de usar IA para diminuir filas de consultas ou exames. Essas medidas, entretanto, ainda não têm data para começarem a operar.

Fonte: TecMundo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Aki Tem Muzambinho

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *