• muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com

Hemominas convoca população a doar sangue antes da folia de Carnaval

Redação24 de janeiro de 20249min0
doação_sangue_HBH_001
Especialmente em períodos de férias e feriados, em que a possibilidade de ocorrer acidentes aumenta, doação é essencial para manter estoques em níveis seguros

Neste pré-Carnaval, unidades da Fundação Hemominas em todo o estado buscam estimular o comparecimento de doadores de sangue, seja com a realização de campanhas locais em espaços públicos ou até decorando espaços em que o doador é recebido. O mote de 2024 é: antes de cair na folia, venha doar!

Adair Gomez / Hemominas

Exemplo vem do Hemocentro de Belo Horizonte (HBH): entre os dias 5 e 9/2, a mascote da fundação comanda a distribuição de filipetas convidando o público a doar em ações realizadas em áreas de muito movimento como aeroporto, rodoviária e estação central do metrô da capital, além da divulgação digital em parceria com a Buser.

Deste fim de janeiro até as vésperas do Carnaval, outras ações estão programadas: busca ativa de caravanas com empresas parceiras para comparecimento durante a semana pré-Carnaval e realização de coletas externas; divulgação em painéis de mídia e elevadores; distribuição de cartão específico de divulgação da causa via aplicativo Uber.

Interior 

Também em cidades do interior a campanha procura chamar a atenção do público doador.

Com ações previstas do início do mês até 16/2, o Hemocentro Regional de Uberlândia vai investir em peças de divulgação, decoração temática, lembrancinhas alusivas à data e atrações musicais com parceiros locais.

Também o Hemonúcleo de São João del-Rei está preparando a campanha “Em ritmo de solidariedade”, que será realizada em parceria com escolas de samba tradicionais da cidade.

O intuito é sensibilizar foliões sobre a necessidade de doação de sangue, e levar a campanha para que escolas ajudem na divulgação.

Vídeos 

A Fundação Hemominas também aposta em outra iniciativa, já bem-sucedida no ano passado, e vai convidar blocos carnavalescos da capital e interior para gravarem vídeos convidando o público a doar sangue antes da folia.

O assessor de Captação e Cadastro da Fundação Hemominas, Nivaldo Junior, destaca a importância da doação de sangue nas férias e feriados, quando os estoques são impactados pelo baixo comparecimento de doadores, podendo assim comprometer a segurança transfusional no estado.

“As doações são necessárias todos os dias, mas em períodos de férias ou eventos como o Carnaval, são fundamentais para manter os estoques em segurança, uma vez que a possibilidade de acidentes aumenta. Sem contar pacientes hematológicos atendidos diariamente nos ambulatórios da rede Hemominas em todo o estado que demandam transfusões constantes, como os afetados pela anemia falciforme e hemofilia. Assim, é importante que a sociedade se conscientize que o gesto solidário de doar seja exercitado sempre e se incorpore na rotina”.

Adair Gomez / Hemominas

Nível de alerta

De modo geral, a situação dos bancos de sangue da Hemominas registra nível de alerta, principalmente os dos grupos O negativo, O positivo, A negativo que constantemente acusam maior baixa.

O mais preocupante é o tipo O negativo, mais crítico, grupo estratégico conhecido como doador universal e que permite o atendimento emergencial para todos os outros grupos sanguíneos. No entanto, pacientes O negativo só podem ser atendidos por doadores da mesma tipologia.

Diariamente, os doadores podem acompanhar pelo site ou redes sociais da Hemominas a situação do estoque.

Vale observar que todos os tipos sanguíneos são importantes, mas visualizando o quadro frequentemente é possível constatar quais os tipos mais críticos, cuja reposição é mais urgente.

Veja abaixo alguns critérios e informações para doar sangue.

Entre os critérios básicos para doar sangue, destacam-se:

•    estar em boas condições de saúde;

•    ter entre 16 e 69 anos de idade. Jovens de 16 e 17 anos podem doar, acompanhados pelo responsável legal ou portando autorização disponível no link. A partir de 61 anos, o candidato à doação precisa comprovar a realização de, pelo menos, uma doação anterior;

•    pesar mais de 50 kg;

•    estar bem descansado no momento da doação;

•    não ingerir bebida alcoólica 12 horas antes da doação;

•    não ter sido exposto a situação de risco para doenças transmissíveis pelo sangue;

•    não ter tido hepatite após os 11 anos;

•    apresentar documento de identificação oficial e original, com foto, filiação e assinatura.

•    se tiver feito tatuagem ou maquiagem permanente, em locais que possuam alvará sanitário, poderá doar após 6 meses. Caso não seja possível determinar a segurança sanitária, deverá aguardar 12 meses.

No site da Fundação Hemominas estão descritas todas as condições e restrições para doação de sangue, inclusive as relacionadas a exames e procedimentos cirúrgicos, vacinas e medicamentos em uso.

A doação pode ser agendada on-line ou pelo aplicativo MGapp-Cidadão.  Em caso de não comparecimento, solicita-se cancelar o agendamento para disponibilizar o horário a outro candidato.

Cobertura estadual

A Fundação Hemominas desenvolve atividades nas áreas de prestação de serviço, assistência médica, ensino, pesquisa, desenvolvimento tecnológico, produção, controle de
qualidade e educação sanitária.

Atualmente, conta 22 unidades descentralizadas nas macrorregiões do estado, sendo sete hemocentros  (Belo Horizonte, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Pouso Alegre, Uberaba e Uberlândia), nove hemonúcleos (Diamantina, Divinópolis, Ituiutaba, Manhuaçu, Passos, Patos de Minas, Ponte Nova, São João del-Rei, Sete Lagoas), seis Unidades de Coleta e Transfusão (Além Paraíba, Betim, Estação BH, Frutal, Hospital Júlia Kubitschek e Poços de Caldas), 11 Postos Avançados de Coleta Externa – Pace (Araguari, Bom Despacho, Barbacena, Lafaiete, Itajubá, Lavras, Leopoldina, Muriaé, Pará de Minas, Varginha e Viçosa; em breve será inaugurado o Pace de Patrocínio), além do Centro de Tecidos Biológicos (Cetebio).

Esta rede apresenta cobertura hemoterápica superior a 90% em todo o estado.

São cerca de 600 entidades conveniadas, incluindo hospitais públicos, filantrópicos e particulares, alcançando aproximadamente 800 municípios, direta ou indiretamente. A meta é alcançar 100% dos procedimentos vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

(Agência Minas)

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *