• muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com

A Força Feminina no Agronegócio e os Desafios para o Futuro

Redação4 de março de 20246min0
EdnaMarconCafe
Edna Costa simplicidade e ternura para conquistar espaço

No Brasil, a imagem do homem no comando das atividades do agronegócio é histórica. No entanto, o aumento da competitividade no setor tem sido impulsionado pela mudança de paradigmas sobre o papel das mulheres que atuam nas atividades do setor rural. Ao identificar os desafios do mercado e do futuro, inúmeros estudos estão sendo realizados para evidenciar o papel das lideranças exercidas pelas mulheres no campo. Já em 2017, o censo agropecuário mostrou como o setor vem se beneficiando com a presença feminina no campo. Mudanças significativas estão ocorrendo em diferentes áreas dos negócios rurais, e papéis antes exclusivos do mundo masculino começaram a ser desempenhados por mulheres. A sucessão familiar passou a admitir a liderança feminina como um caminho para o sucesso e a assertividade.

Edna Costa Marcon assumiu a diretoria de agricultura da prefeitura de Muzambinho há três anos. “Sou filha de produtor rural e me casei com um produtor. Conheço os desafios e as dificuldades enfrentadas pelas famílias rurais. Ao assumir um cargo e ter que tomar decisões, compreendi o universo da mulher que assume uma posição de liderança”, revela a profissional.

Com um compromisso com a agricultura familiar, Edna tem incentivado o empreendedorismo rural feminino ao longo de sua trajetória. “Em todas as famílias, há uma mulher que tornou a vida na propriedade rural mais dinâmica. Sabemos que a jornada de trabalho é muito maior para as mulheres. Além das tarefas domésticas, elas ajudam no manejo dos animais e nas lavouras. Temos muitos exemplos de mulheres que assumiram as propriedades após separações, perdas familiares ou viuvez. É um momento difícil, no qual enfrentamos o preconceito”, compartilha, solidarizando-se com diversas realidades que conheceu mais profundamente após assumir o departamento de agricultura de Muzambinho.

“Estando sempre próxima da rotina rural, testemunhei a luta de meu pai por reconhecimento. Em casa, minhas irmãs e eu aprendemos que é preciso não ter medo do trabalho árduo, mas saber administrar os dias mais intensos e manter disciplina na rotina das atividades assumidas. A terra é sempre generosa, mas é necessário estar atento diariamente para não perder o foco”, ensina.

Entre os projetos implantados e desenvolvidos junto à agricultura familiar está o incentivo a uma alimentação saudável. “Como mãe e mulher, minha preocupação com a qualidade dos alimentos que coloco na mesa de minha família é grande. Trouxe essa preocupação para o meu cargo e fiz questão de criar e implementar um viveiro no município, para que as escolas pudessem ter hortas com produtos frescos servidos na merenda. Encontrei na Heloisa, vice-prefeita e secretária de educação, uma aliada. Como mulheres, compartilhamos muitas preocupações. Sabemos que a tarefa de alimentar e nutrir foi delegada pela natureza às mulheres. Heloisa nutria o pensamento, e eu, o corpo. Desde o primeiro momento, tivemos uma sintonia de trabalho incrível”, revela Edna, referindo-se à vice-prefeita e secretária da educação, Heloisa Magalhães.

“Quando assumi o departamento, sei que muitas pessoas criticaram. Paulinho foi firme e manteve-me no cargo, e sou grata pela confiança que recebi para desenvolver os projetos que propus. Nestes três anos, plantamos mais de 8 mil mudas nas propriedades rurais. Realizamos mais de 600 inseminações e melhoramos o plantel leiteiro. Obtivemos para o município o selo do SIM Regional, que possibilita a comercialização dos produtos da agroindústria de Muzambinho em 16 municípios da AMOG. Temos um veículo para atender as comunidades rurais, o que ocorre pela primeira vez no município. Estabelecemos parcerias, como o projeto produtor de água, que auxilia na preservação de nascentes, uma riqueza natural do município. Com o café como carro-chefe, focamos em tornar o concurso municipal um processo mais democrático, realizando a licitação da empresa para a realização do evento. Promovemos a primeira feira para as marcas dos cafés produzidos no município e abrimos espaço para que o empreendedorismo feminino avançasse, contribuindo para gerar renda nas famílias. Damos visibilidade às produtoras, permitindo que liderem as negociações de seus cafés. Acredito na força da união feminina para tornar o mundo mais justo. Uma mulher já está acostumada a dividir de forma justa o seu afeto e o seu amor entre seus filhos, e quando leva isso para o seu campo profissional, o sucesso é certo. Sempre confio minhas missões a Nossa Senhora, que é quem inspira a minha vida”, conclui.

Por Valéria Vilela

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Aki Tem Muzambinho

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *