• muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com

Senado aprova isenção de IPVA para veículos com mais de 20 anos; entenda

Redação14 de março de 20246min0
transito_carro_veiculo_ja_4257
A medida, proposta pelo senador Cleitinho (Republicanos-MG), segue agora para votação na Câmara dos Deputados

O plenário do Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (13) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que isenta veículos com 20 anos ou mais de fabricação do pagamento do IPVA, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. A medida, proposta pelo senador Cleitinho (Republicanos-MG), segue agora para votação na Câmara dos Deputados. Se aprovada por lá, pode beneficiar cerca de 6,7 milhões de veículos.

O texto prevê que seja incluído na Constituição Federal que veículos com fabricação de mais de duas décadas serão uma das exceções à cobrança do IPVA. Dessa forma, a regra seria aplicada da mesma forma em todo o país. Atualmente, cada Estado adota uma norma nessa imunidade tributária pela idade do veículo. 

Há unidades da federação que concedem a isenção com 10, 15, 18, 20 ou 30 anos de fabricação (veja lista completa abaixo).  Já em Minas Gerais e Pernambuco, por exemplo, não há imunidade por idade dos veículos.  Em Minas, o Estado só desobriga o pagamento do imposto para veículos de placa preta de coleção ou de valor histórico comprovado, ou adquiridos em leilões promovidos pelo poder público.

O relator do texto no Senado, Marcos Rogério (PL-TO) mudou a redação do projeto para incluir que em Estados que atualmente aplicam prazos menores que 20 anos para isenção do IPVA não passarão por mudanças. Dessa forma, pelas legislações dos governos estaduais em vigor, cinco UFs passariam a contar com essa

Ao todo, cinco Estados podem ser atingidos pela PEC: Santa Catarina e Tocantins, que preveem o benefício para veículos com mais de 30 anos de fabricação; Alagoas que concede isenção para carros fabricados antes de 31 de dezembro de 2002; além de Minas e Pernambuco que não adotam nenhum tipo de política.

Outro ponto  incluído pelo relator no texto final é de que a regra não valerá para micro-ônibus, ônibus, reboques e semirreboques. Por se tratar de uma emenda constitucional, são necessários os votos favoráveis de três quintos dos parlamentares da Câmara, ou seja, 308 dos 513 deputados totais.

As alegações de Cleitinho

Ao justificar a PEC, Cleitinho frisou que a reforma tributária avançou no sentido de garantir a cobrança do IPVA, além de veículos terrestres, para barcos e aeronaves, mas não tratou sobre a “justiça social” a partir da imunidade.

Ele apontou uma pesquisa do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) que revelou que o aumento de veículos em circulação com mais de 20 anos de fabricação saltou de 2,5 milhões para 3,6 milhões de 2020 a 2021. O número representa a frota mais velha nas ruas desde 1995.

O senador apontou como um dos principais motivos para o cenário a pandemia de Covid-19, que ocasionou um aumento considerável no preço dos veículos, inclusive em relação aos usados, e à queda do poder aquisitivo da população: “Entendemos, diante disso, que os princípios da justiça fiscal e o da capacidade econômica requerem deste Congresso a tomada de medidas para assegurar a esses brasileiros a manutenção da propriedade de seus veículos”.

Veja abaixo como cada Estado lida com a isenção do IPVA a partir da idade do veículo:

  • Acre – 20 anos de fabricação
  • Alagoas – carros fabricados até 31 de dezembro de 2002
  • Amapá – 10 anos de fabricação
  • Amazonas – 15 anos de fabricação
  • Bahia – 15 anos de fabricação
  • Ceará – 15 anos de fabricação
  • Distrito Federal – 15 anos de fabricação
  • Espírito Santo – 15 anos de fabricação
  • Goiás – 15 anos de fabricação
  • Maranhão – 15 anos de fabricação
  • Mato Grosso – 18 anos de fabricação
  • Mato Grosso do Sul – 20 anos de fabricação
  • Minas Gerais – pela placa preta ou de valor histórico do veículo
  • Pará – 15 anos de fabricação
  • Paraíba – 15 anos de fabricação
  • Paraná – 20 anos de fabricação
  • Pernambuco – sem isenção
  • Piauí – 15 anos de fabricação
  • Rio de Janeiro – 15 anos de fabricação
  • Rio Grande do Norte – 10 anos de fabricação
  • Rio Grande do Sul – 20 anos de fabricação
  • Rondônia – 15 anos de fabricação
  • Roraima – 10 anos de fabricação
  • Santa Catarina – 30 anos de fabricação
  • São Paulo – 20 anos de fabricação
  • Sergipe – 15 anos de fabricação
  • Tocantins – 30 anos de fabricação

Fonte: O Tempo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *