• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

CPI da Barragem de Brumadinho inicia fase de oitivas

Gerson Dias25 de março de 20192min0
BrumadinhoOitiva
Na reunião desta segunda (25) serão ouvidos representantes das polícias Federal, Civil, Militar, defensores e bombeiros.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Barragem de Brumadinho da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) começa na próxima segunda-feira (25/3/19) a fase de oitivas (interrogatório) de testemunhas e pessoas envolvidas na investigação da tragédia ocorrida em 25 de janeiro último e que contabiliza mais de 300 vítimas – entre mortos e desaparecidos. A audiência será às 14h30, no Plenarinho IV.

Nessa primeira reunião extraordinária, a CPI vai ouvir representantes do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e das polícias Federal, Militar e Civil. Na quinta-feira, outra leva de entrevistas deve ser realizada, na reunião ordinária da CPI, que acontece sempre às quintas-feiras, às 9h30, também no Plenarinho IV.

De acordo com o presidente da comissão, deputado Gustavo Valadares (PSDB), o objetivo é tomar conhecimento de como estão as investigações policiais, a coleta de informações e documentos e os trabalhos desenvolvidos pelo Ministério Público e Defensoria Pública. Todos esses agentes de segurança fazem parte da força tarefa que apura o rompimento da barragem de rejeitos da Mineradora Vale nessa cidade da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Gustavo Valadares explicou que após as oitivas com os profissionais de segurança pública, a CPI passará a ouvir testemunhas e convidar ou convocar outras pessoas que possam contribuir para a elucidação do caso. “Para que possamos atingir o objetivo da maneira adequada, a comissão achou por bem ouvir, nessa primeira fase, os entes que estão envolvidos na força-tarefa”, explicou.

O deputado falou que são três os compromissos da CPI: definir as causas do rompimento da barragem; reunir provas e cobrar punições, casos haja responsáveis; e acompanhar a reparação de danos e assistência aos atingidos pela tragédia.

Fonte: almg.gov.br

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixar um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *