• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Governo discute, em Brasília, projetos de apoio a agricultores

Gerson Dias10 de maio de 20196min0
Reuni_o_Anater_1_-_divulgação_emater
Secretária de Agricultura, Ana Valentini, e diretor-presidente da Emater-MG, Gustavo Laterza, apresentaram programas de assistência técnica e extensão rural

A secretária de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Ana Valentini, e o diretor-presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), Gustavo Laterza, estiveram em Brasília, onde cumpriram extensa agenda com assuntos pertinentes à pasta.

Em um dos encontros, a comitiva mineira apresentou ao novo presidente da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), Ademar Silva Júnior, uma série de projetos da assistência técnica e extensão rural (Ater) no estado mineiro, buscando apoio da agência. Também participaram da reunião o diretor técnico da Emater-MG, Feliciano Nogueira de Oliveira e o deputado estadual Antônio Carlos Arantes.

Durante o encontro, a secretária Ana Valentini apresentou ao dirigente da Anater as propostas elaborados pela Emater-MG. “A empresa é bem estruturada, tem mais de 70 anos. Possui um quadro com mais de dois mil funcionários e tem desenvolvido um importante trabalho no estado, agregando valor e promovendo melhoria de renda para os pequenos produtores. Mas precisamos de apoio, de recursos, por isso trouxemos vários projetos e esperamos contar com a parceria da Anater”, explicou.

Os projetos mineiros de Ater contemplam a agricultura familiar em diferentes áreas, como apicultura, cultura de mandioca, produção de queijos, certificação de produtos da agroindústria familiar e recuperação de bacias hidrográficas, entre outros. “A Emater possui estrutura para executar esses projetos, por isso vimos buscar o apoio da Anater. Acreditamos que é desenvolvendo o pequeno produtor, dando a ele condições para que fique no campo, para produzir, ter independência financeira e uma renda digna, é que vamos desenvolver o país como um todo”, argumentou a secretária.

Já o diretor-presidente da Emater-MG, Gustavo Laterza, reforçou a importância das parcerias entre os entes da federação, para potencializar as ações de assistência técnica e extensão rural, consideradas essenciais ao desenvolvimento sustentável do campo. “Estudos mostram que as propriedades rurais com acesso a Ater têm produtividade até quatro vezes maior, do que as que não têm. Isso significa mais renda para o produtor e desenvolvimento econômico para o estado”, justificou.

O presidente da Anater Ademar Silva assegurou que “os projetos apresentados pela secretária serão analisados com carinho e atenção”. Ele explicou que, neste primeiro momento, está analisando os projetos já em execução pela Anater e identificando as demandas e propostas de novos trabalhos. O objetivo é desenhar um planejamento que assegure a continuidade e a ampliação da assistência técnica em todas as regiões do país.

Parcerias

De acordo com a Anater , projetos da agência já estão beneficiando mais de 11,5 mil agricultores familiares e 113 empreendimentos da agricultura familiar, entre cooperativas e associações. “Minas Gerais possui uma expressiva atividade agropecuária e a parceria com a Anater tem possibilitado alcançar um público diversificado, integrando agricultores de diferentes áreas produtivas, por meio dos projetos viabilizados pelo governo federal”, salientou o presidente Ademar Silva Júnior.

O Projeto Piloto, a primeira parceria da Anater com a Emater-MG, está beneficiando 2 mil agricultores familiares em 100 municípios mineiros, nas regiões do Vale do Jequitinhonha, Leste e Central. Outro projeto nesta mesma linha é o da Anater Jaíba/Gurutuba, que prevê a oferta de Ater para 800 agricultores familiares. Tem ainda projeto com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural que prevê o atendimento a 1 mil produtores familiares de leite, nas regiões do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.

O Projeto Dom Helder é outra parceria da Anater com a Emater-MG e oferece Ater a 1.795 agricultores do Semiárido Mineiro, incluídos nos critérios do cadastro único, com renda per capita mensal que não ultrapasse aos R$ 89 para cada família.

Além da assistência técnica direta aos agricultores, a Emater-MG ttem parceria com a Anater para oferta de qualificação gerencial aos empreendimentos da agricultura familiar, por meio do programa Ater Mais Gestão. O objetivo é torná-los mais eficientes para participar dos mercados disponíveis, especialmente o institucional.

A comitiva do governo mineiro também aproveitou a viagem a Brasília para outros encontros. Propostas de parceria para o desenvolvimento do setor agropecuário, de pesquisa e inspeção sanitária foram levadas ao ministro em exercício Marcos Montes, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Fonte: Agência Minas

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *