• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Inverno é melhor período para fazer limpeza e manutenção do ar-condicionado em empresas

Redação9 de junho de 20194min0
LimpezaArCondicionado
Corporação pode economizar no custo de energia e na contratação de técnicos neste período do ano

Durante o verão, o ar-condicionado é exaustivamente utilizado pelos colaboradores de uma empresa. Quando chega no inverno, no entanto, se o aparelho não tiver a função quente, o dispositivo pode ser subutilizado. É nesse momento no qual as empresas precisam pensar em fazer a manutenção e a limpeza dos componentes do condicionador de ar, a fim de proporcionar maior conforto e qualidade de saúde aos funcionários.

Por um lado, a companhia pode economizar no custo de energia, caso a escolha seja por contratar um profissional para fazer esse trabalho no inverno, por diferentes motivos. O primeiro e o mais aparente deles é o fato do equipamento não ser usado no período no qual estará em manutenção. Mas há outros fatores que influenciam o preço da manutenção e da limpeza dos equipamentos na estação mais fria do ano.

Nesse período os especialistas ficam mais ociosos, por causa da baixa demanda de compra e instalação de condicionadores de ar — tanto no mundo corporativo como em espaços particulares, como casas e apartamentos. Dada essa baixa demanda, os técnicos possuem mais flexibilidade para oferecer um serviço de qualidade e utilizar o tempo que for necessário para deixar o equipamento extremamente higienizado.

No verão a procura tende a ser maior do que a oferta, gerando uma escassez de especialistas na manutenção, limpeza e instalação desse tipo de equipamento. Se o trabalho for feito nessa época, os colaboradores também sofrerão com o excesso de calor e isso ocasionará em uma queda brusca de produtividade. Portanto, o melhor a se fazer é procurar esse serviço em meses com a temperatura mais amena, como no outono e no inverno.

A manutenção do ar-condicionado é essencial para remover possíveis ácaros e partículas sólidas que possam se espalhar pelo ambiente e provocar crises respiratórias. Nesse sentido, é essencial limpar os filtros, lubrificar os motores elétricos e fazer a reparação de quaisquer outros componentes capazes de gerar algum mal funcionamento no aparelho.

Outros fatores influenciam na economia de energia, como a eficiência energética do equipamento, medida por meio de uma etiqueta do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e a capacidade de refrigeração do condicionador de ar, medida em BTUs. Deve-se levar em conta também a velocidade do aparelho em refrigerar o ambiente. O ar-condicionado inverter, por exemplo, possui uma tecnologia que torna o processo mais rápido e economiza mais energia.

Alice Bachiega – Link Building

(Crédito foto: Divulgação)

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *