• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Zema anuncia primeira parcela do pagamento dos servidores em 22 de maio

Redação20 de maio de 20204min0
zema-323
O governador Romeu Zema (Novo) anunciou na tarde desta quarta-feira (20) a escala de pagamento da maior parte dos servidores públicos do Estado.

O salário de abril do funcionalismo, com exceção dos profissionais da saúde e segurança que receberam integralmente no último dia 15, será pago parcelado e a primeira primeira parcela será paga nesta sexta-feira (22), no valor de R$ 2.000. Já o restante será pago no dia 27 de maio.

Segundo o governador, o pagamento será possível por causa de um recurso obtido pelo governo por meio de uma decisão da Justiça. “Em maio não tínhamos condições de fechar o mês e, só vamos conseguir fechá-lo porque ontem tivemos uma decisão judicial que colocou nos cofres do Estado um depósito judicial da empresa Vale referente a uma indenização da tragédia de Brumadinho”.

O governador Romeu Zema (Novo) anunciou na tarde desta quarta-feira (20) a escala de pagamento da maior parte dos servidores públicos do Estado. O salário de abril do funcionalismo, com exceção dos profissionais da saúde e segurança que receberam integralmente no último dia 15, será pago parcelado e a primeira primeira parcela será paga nesta sexta-feira (22), no valor de R$ 2.000. Já o restante será pago no dia 27 de maio.

Segundo o governador, o pagamento será possível por causa de um recurso obtido pelo governo por meio de uma decisão da Justiça. “Em maio não tínhamos condições de fechar o mês e, só vamos conseguir fechá-lo porque ontem tivemos uma decisão judicial que colocou nos cofres do Estado um depósito judicial da empresa Vale referente a uma indenização da tragédia de Brumadinho”.

Inicialmente, o anúncio estava previsto para ocorrer após uma reunião agendada para quinta-feira (21) com os representantes de todos os Poderes para discutir a situação fiscal do Estado.

Ainda na coletiva, Zema ressaltou a queda de arrecadação de ICMS desde o início da pandemia de coronavírus como principal causa do agravamento da situação fiscal do Estado. Ele disse ainda que o pagamento do funcionalismo em abril só foi possível graças a um recurso obtido também por decisão judicial referente ao extingo Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge).

“No mês de abril nossa arrecadação foi frustrada por causa do fechamento das atividades econômicas e nós só conseguimos dar conta dos pagamentos que temos de fazer ao funcionalismo, aos fornecedores, aos prestadores de serviços e duodécimos, devido um recurso extraordinário que tivemos referente ainda a um antigo crédito que o extinto banco Bemge tinha a receber”, disse.

Nessa quarta-feira, o governo pagou o 13º salário para 17% do funcionalismo que ainda não havia recebido a bonificação natalina do ano passado.

Fonte: O Tempo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *