• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Venda da Copasa e marmitas contaminadas geram novos debates na Assembéia de Minas

Redação18 de setembro de 20209min0
almg1313146
Outros assuntos abordados pelos deputados no Plenário foram obras de infraestrutura e pedido de volta das aulas.

Na Reunião Ordinária da quinta-feira (17/9/20), o deputado Sargento Rodrigues (PTB) e a deputada Andréia de Jesus (Psol) voltaram a se pronunciar sobre temas abordados por ambos os parlamentares no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) esta semana: as denúncias de contaminação da comida oferecida em presídio feminino da Capital e a possibilidade de privatização da Copasa.

Convênios para obras de infraestrutura no Estado, a reivindicação de volta das aulas e a indicação da nova vice-líder de Governo foram outros assuntos tratados.

Segundo Sargento Rodrigues, há rumores de que os servidores que relataram que as marmitas entregues para alimentação tanto dos próprios funcionários quanto das detentas estavam chegando repletas de baratas na Penitenciária Belo Horizonte 1, antigo Complexo Penitenciário Estêvão Pinto, estariam sendo ameaçados pela administração da unidade.

O deputado ressaltou que a atitude dos servidores de registrar o caso é digna de elogios, e não de punição. Ele informou que a Comissão de Segurança Pública, a qual preside, fará uma audiência pública sobre o assunto e outras possíveis irregularidades cometidas pelas empresas responsáveis pelas marmitas. O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, general Mário Araújo, será um dos convidados.

Privatização – A deputada Andréia de Jesus lembrou que o bairro Metropolitano, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), no qual vivem quase 8 mil famílias, está sem água há mais de 20 dias.

De acordo com a parlamentar, essa situação, também vivenciada em outros bairros e municípios, vai ao encontro da intenção do Governo do Estado de privatizar a Copasa, responsável pelo abastecimento de água na região. O objetivo, compartilhado pelo governo federal, seria sucatear o serviço para entregá-lo à iniciativa privada. “Em muitos lugares, já há reestatização de serviços essenciais”, frisou, ao censurar a possível venda da estatal.

A deputada também criticou o prefeito de Ribeirão das Neves, Junynho Martins, pela decisão da prefeitura de demolir o coreto da praça da Igreja Nossa Senhora da Piedade, um patrimônio histórico do município. Andréia de Jesus afirmou que a população ficou estarrecida e questionou as obras realizadas em período eleitoral.

Deputados celebram obras de infraestrutura

Em seu pronunciamento, o deputado Carlos Henrique (Republicanos) comunicou que o Poder Executivo estadual celebrou convênio ente a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) e o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado (DER-MG) para recuperação da MG-105, no trecho entre Pavão e Águas Formosas, no Vale do Jequitinhonha. A obra foi objeto de pedido de providências de sua autoria encaminhado ao governo.

Ele destacou que outras rodovias da região, em situação precária, precisam da ação concreta do Estado para sua revitalização.

O deputado Carlos Pimenta (PDT) também agradeceu ao governador Romeu Zema, desta vez pelo apoio aos investimentos no Norte de Minas. Segundo o parlamentar, o governo assinou convênio para construção da alça sul do Anel Rodoviário de Montes Claros, no valor de R$ 16 milhões.

Por outro lado, Carlos Pimenta cobrou recursos também para a construção da alça norte do anel, o que retiraria o trânsito de caminhões do centro da cidade.

Ele ainda comemorou o anúncio da construção em Montes Claros de uma fábrica da Eurofarma, que gerará 600 empregos diretos, com R$ 3,3 bilhões de faturamento anual.

Volta às aulas – O deputado Bartô (Novo) defendeu a volta às aulas no Estado, com base em dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). De acordo com o deputado, a maioria dos países membros da entidade já reabriu suas escolas, e em apenas 19 semanas, enquanto o Brasil já atinge quase 200 dias sem aulas.

Outros aspectos que favorecem a volta do ensino presencial, no seu entender, são a queda no número de mortes e de contágio pela Covid-19 em Minas e problemas causados pelo isolamento social prolongado, como o aumento de casos de depressão entre crianças e adolescentes, o crescimento do número de abusos e a insegurança alimentar de estudantes pobres.

Falecimento – Já a deputada Ana Paula Siqueira (Rede) manifestou seu pesar pelo falecimento da presidenta do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), Silvia Cristina Santos, em Ipatinga (Vale do Aço). “Perdemos uma guerreira e grande colaboradora, que me auxiliou muito no início de meu trabalho”, afirmou a deputada.

Governo tem nova vice-líder na Assembleia

Durante a Reunião de Plenário, foi oficializada a indicação da deputada Laura Serrano (Novo) como vice-líder de Governo, em substituição ao deputado Guilherme da Cunha (Novo), que abdicou da função.

A deputada se disse muito honrada pela confiança depositada nela e destacou três importantes atribuições do cargo – dedicação aos projetos de lei de autoria do governo que tramitam na Casa, contribuição para o diálogo entre os Poderes Executivo e Legislativo e colaboração para que os projetos que chegam à ALMG sejam aprimorados de acordo com os apontamentos dos deputados.

O líder de Governo, deputado Raul Belém (PSC), cumprimentou a colega por ter aceitado a nova função. “Jovem, habilidosa, Laura Serrano sabe ouvir e dialogar, além de compreender os anseios do povo mineiro”, elogiou.

Retomada – Ainda na reunião desta quinta (17), foram lidas decisões da Mesa e do Colégio de Líderes que normatizam a retomada gradual das atividades das comissões da Assembleia, a partir da próxima segunda (21).

ASCOM

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *