• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Copel Telecom, última empresa estatal de telecomunicações do Brasil, foi vendida

Redação10 de novembro de 20202min0
falha-deixa-usuarios-da-copel-telecom-sem-internet-em-foz-do-iguacu-5dae6a44744cf
A última empresa estatal de telecomunicações do Brasil foi vendida para o fundo de investimentos Bordeaux em leilão na B3 na tarde de hoje (09).

A Copel Telecom, que pertencia ao estado do Paraná, foi arrematada por R$ 2,395 bilhões, quase R$ 1 bilhão a mais do que a oferta mínima definida no leilão.

A Copel Telecom, considerada uma das melhores operadoras do Brasil, fazia parte da distribuidora de energia elétrica estatal Copel, que continua sendo propriedade do governo, mas tem capital aberto na bolsa de valores. Sua divisão de telecomunicações tinha a missão social de levar fibra óptica a 100% dos municípios paranaenses, sendo a primeira empresa a conseguir o feito.

Com tamanha infraestrutura, a Copel Telecom ainda é líder em fibra óptica no estado, mas sua vantagem para concorrentes gigantes como Vivo e Oi vem diminuindo. Em seu auge, a empresa dominou 67% de todas as conexões via fibra no Paraná e conseguiu as melhores classificações de consumidores no setor em todo o país.

Privatização

O governo do Paraná decidiu vender e tele por não estar mais interessado em investir no setor, que requer aportes milionários e periódicos para manter a empresa crescendo e competitiva com mais infraestrutura. Mesmo com tudo isso, a Copel Telecom era bastante lucrativa. A receita líquida da companhia foi de R$ 410 milhões em 2019.

Além do fundo Bordeaux, a Algar Soluções foi a principal concorrente no leilão, mas acabou perdendo a disputa pela operadora. A guerra de lances, entretanto, ajudou o governo a colocar quase R$ 1 bilhão a mais em seus cofres.

O fundo ainda não revelou quais são seus planos para a Copel Telecom a partir de agora.

Fonte: TecMundo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *