• muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Mercado sobe previsão da inflação de 2023 para 5,74% e prevê estouro da meta

Redação30 de janeiro de 20233min0
grafico-1-5cbe228983
Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central com a projeção de analistas econômicos, prevê alta do PIB e estabilidade da Taxa Selic

Analistas do mercado financeiro elevaram a estimativa de inflação deste ano de 5,48% para 5,74%, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Foi o sétimo aumento consecutivo do indicador, divulgado semanalmente. As informações foram publicadas nesta segunda-feira (30) e estão no Boletim Focus, que traz a visão de mais de 100 instituições econômicas.

Se a previsão se confirmar, este será o terceiro ano seguido de estouro da meta da inflação, fixada em 3,25% para este ano pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). A meta será cumprida se a oscilação ficar dentro do espaço entre 1,75% e 4,75%.

A projeção inflacionária para 2024 também registrou alta e passou de 3,84% para 3,90%. A expectativa para 2025 foi mantida em 3,50% e a de 2026 subiu de 3,47% para 3,50%. Quanto mais alta a inflação, menor é o poder de compra dos brasileiros.

A previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), que soma as riquezas de bens e serviços do país, subiu de 0,79% para 0,80% para 2023, enquanto a de 2024 permaneceu em 1,50%, a de 2025 caiu de 1,90% para 1,89% e a de 2026 continuou em 2,0%.

A Selic, que mede a taxa básica de juros, foi mantida estável pelos economistas em 12,50% ao ano para o fim de 2023, assim como a de 2024, em 9,50%, e de 2025 em 8,50%. A única alta foi a projeção para 2026, que saltou de 8,25% para 8,50%. Atualmente, a taxa Selic está em 13,75% ao ano.

O relatório divulgado pelo Banco Central aponta, ainda,
recuo de R$ 5,28 para R$ 5,25 na projeção para a taxa de câmbio do dólar para o fim de 2023. Para o fim de 2024, o indicador permaneceu em R$ 5,30.

O saldo da balança comercial, que traz o resultado do total de exportações menos as importações, também teve queda na projeção e recuou de US$ 58 bilhões para US$ 57,6 bilhões de superávit em 2023. Já para 2024, a expectativa para o saldo positivo permaneceu em US$ 52,4 bilhões.

A entrada de investimentos estrangeiros no Brasil para este ano ficou estável em US$ 80 bilhões de ingresso. Para 2024, a previsão avançou de US$ 77,5 bilhões para US$ 80 bilhões.

Fonte: O Tempo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *