• Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • loja.muzambinho.com
  • Muzambinho.com

10 alimentos com glúten que celíacos devem evitar

Redação21 de agosto de 20236min0
520bce_0cf7a7f26afb45c69309815e0d12583f~mv2
Ao seguir uma dieta sem glúten, as pessoas com doença celíaca podem aliviar sintomas e melhorar sua qualidade de vida

Apesar de ser pouco discutida, a doença celíaca é uma condição bastante comum e afeta cerca de 1% a 2% da população mundial, segundo informações do Ministério da Saúde. Essa condição é desencadeada pela reação do sistema imunológico à ingestão de glúten, uma proteína presente no trigo, centeio e na cevada.

Classificada como uma condição autoimune, a doença celíaca tem potencial para causar danos significativos ao revestimento do intestino delgado, resultando em complicações e prejuízos à absorção adequada de nutrientes.

“A doença celíaca é uma condição que requer cuidados especiais na alimentação e no estilo de vida. Embora possa ser desafiador seguir uma dieta rigorosa sem glúten, é possível ter uma vida saudável e feliz, desde que sejam tomados os cuidados adequados”, diz a nutricionista funcional Cris Ribas Esperança.

A seguir, confira 10 alimentos com glúten que os celíacos devem evitar consumir!

1. Trigo

O trigo contém uma proteína chamada gliadina, altamente problemática para os celíacos. A ingestão de gliadina desencadeia uma resposta imune que ataca as vilosidades do intestino delgado. Isso leva à inflamação, redução da área de absorção de nutrientes e sintomas como diarreia, perda de peso e fadiga.

2. Cevada

Assim como o trigo, a cevada contém gliadina, que desencadeia a resposta imune característica da doença celíaca. O consumo de cevada pode resultar em danos nas vilosidades intestinais, prejudicando a absorção de nutrientes e causando desconforto gastrointestinal.

3. Centeio

Também contém gliadina, causando reações similares às do trigo e da cevada. O centeio pode contribuir para a inflamação do intestino e para a perda da função de absorção de nutrientes, resultando em sintomas variados.

4. Malte

Geralmente feito a partir da cevada, o malte também deve ser evitado pelos celíacos, pois pode causar danos às vilosidades intestinais e dificultar a digestão e absorção adequada de nutrientes. Ele pode ser encontrado na cerveja, em biscoitos, barras de cereais, chocolates e vários outros alimentos.

5. Aveia não certificada

Apesar de alguns estudos demonstrarem que a aveia não é tóxica para 95% dos celíacos, existe um pequeno subgrupo de 5% que não a tolera. Nesses poucos casos, a avenina, uma proteína da aveia, é considerada a responsável por desencadear a resposta imunológica semelhante ao glúten. Além disso, a contaminação cruzada é um risco real durante o processamento. Traços de trigo, cevada ou centeio podem estar presentes em aveia não certificada, causando reações aos portadores da doença.

Pão de aveia em cima de um prato branco com uma fatia cortada
Os pães costumam ser feitos com trigo, alimento extremamente prejudicial para quem tem a doença celíaca (Imagem: Anna_Pustynnikova | Shutterstock)

6. Pão e produtos de panificação

O pão é geralmente feito de trigo, cevada ou centeio, todos ricos em gliadina. Os produtos de panificação convencionais podem agravar os sintomas celíacos, danificando as vilosidades intestinais e prejudicando a absorção de nutrientes.

7. Massas convencionais

Assim como o pão, massas tradicionais, como macarrão, lasanha e ravioli, frequentemente contêm trigo, cevada ou centeio, todos com potencial para desencadear danos intestinais e problemas de absorção de nutrientes em celíacos.

8. Bolos e sobremesas convencionais

Muitos bolos e sobremesas são preparados com ingredientes que carregam a gliadina, substância extremamente prejudicial para pacientes celíacos. O consumo desses produtos pode resultar em sintomas gastrointestinais e inflamação no sistema digestivo.

9. Bebidas alcoólicas com glúten

Algumas bebidas alcoólicas, como cerveja e uísque feitos a partir de cereais com glúten, contêm gliadina. Essas bebidas podem desencadear respostas imunes nos celíacos, causando danos intestinais e desconforto.

10. Molhos e condimentos convencionais

Alguns molhos e condimentos podem conter ingredientes com glúten, como trigo ou cevada, em forma de espessantes ou aromatizantes. A ingestão desses componentes pode desencadear reações celíacas e causar danos intestinais.

Importância de olhar as embalagens

Olhar atentamente a embalagem dos alimentos é fundamental para os indivíduos com a doença celíaca, pois o glúten pode estar presente de maneiras sutis em diversos produtos.

Fonte: O Tempo

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Aki Tem Muzambinho

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *