• Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com

Minas registra mais de 500 mil casos prováveis de dengue; apenas 23% das crianças se vacinaram

Redação12 de março de 20244min0
dengue-3-024abbb97f
Dados foram divulgados em coletiva do Governo de Minas nesta terça (12); apenas 18.870 doses da vacina foram aplicadas, número estimado de crianças de 10 a 14 anos é de 195.828

O Governo de Minas divulgou nesta terça-feira (12), em coletiva, o balanço sobre os casos de dengue em Minas Gerais. Segundo o Painel de Monitoramento das Arboviroses, até essa segunda-feira (11), já são mais de 500 mil casos prováveis. 185.690 foram confirmados. Ao todo são 308 óbitos em investigação e 66 confirmados.

Já em relação à chikungunya, são 50.115 casos prováveis, sendo 31.563 confirmados para a doença. Há 20 óbitos em investigação e 20 óbitos confirmados. No momento em que vivemos, a letalidade da dengue é de 2,22% sobre o casos graves ou dengue com sinais de alerta.

Sobre os casos de Zika, até o dia 4 de março, foram notificados 98 casos prováveis e sete confirmações. De acordo com os dados do Governo de Minas, desde 2018, não há casos confirmados por métodos diretos de identificação viral (RT-PCR) no estado.

Vacinação contra a dengue

Além do panorama de casos, o Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Fábio Baccheretti, falou também sobre a vacinação contra a doença e os preparativos para o próximo dia D, que será no dia 23 de março.

A ação faz parte do movimento Minas Unida no Combate ao Mosquito, que conta com as 28 Unidade Regionais de Saúde. Além da vacinação, estão planejados mutirões comunitários para eliminar os focos de Aedes aegypti, além de ações de mobilização para orientar e conscientizar a população que a responsabilidade diária de manter ambientes dentro das casas é também do cidadão.

Suporte hospitalar

Devido à alta de casos, a Rede Fhemig preparou um plano de contingência de enfrentamento à dengue para dar respostas rápidas e qualificadas às demandas regionais. Já no Hospital Eduardo de Menezes, foram abertos 20 leitos de enfermaria desde o início do ano. Hoje, a unidade contabiliza 104 leitos clínicos e 10 leitos de terapia intensiva, sendo que 50% de sua ocupação total está destinada aos casos de arboviroses (dengue, zika e chikungunya).

O Hospital Júlia Kubitschek, também é referência regional para atendimento aos pacientes com suspeita ou diagnóstico de dengue. Para esses atendimentos, foram destinados 32 leitos de enfermaria, além de uma sala de hidratação, que funciona 24 horas.

Hospital Infantil

Para crianças, a referência é o Hospital Infantil João Paulo II, que possui pronto atendimento também por 24 horas. Só este ano, foram 1.365 casos pediátricos relacionados à epidemia, no hospital.

Vacinação contra a dengue

Até o momento, apenas 18.870 doses foram aplicadas em crianças entre 10 e 14 anos, o que corresponde a 23,95% do total de vacinas distribuídas. O número estimado de crianças de 10 a 14 anos, nos 22 municípios mineiros, de acordo com o Censo 2022, é de 195.828 pessoas.

Ao todo, 78.790 doses da vacina foram distribuídas em todo o estado. Os imunizantes foram distribuídos aos 22 municípios elencados pelo Ministério da Saúde, responsáveis por operacionalizar a vacinação em seu território.

Fonte: Itatiaia

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Aki Tem Muzambinho

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *