• loja.muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Governo quer renegociar dívidas dos produtores rurais; saiba quem se enquadra no benefício

Redação3 de abril de 20246min0
905655-agro_biofortificada_-4085
Conselho Monetário Nacional aprovou proposta de adiamento e parcelamento dos contratos de investimentos. Ministro Carlos Fávaro disse que outras medidas para estruturação do setor agropecuário serão anunciadas em breve

Produtores rurais atingidos por adversidades climáticas e que estejam passando por dificuldades de comercialização, podem fazer o pedido de adesão à nova negociação até 31 de maio.
O Governo Federal anunciou a renegociação das dívidas de crédito de investimento para a pecuária de leite e corte. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou a proposta do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) para repactuação de dívidas dos produtores rurais mais impactados pelas adversidades climáticas na atual safra.

Conforme a proposta, poderão adiar ou parcelar os débitos a vencer em 2024, relativos a contratos de investimentos, os produtores de soja e milho e da pecuária leiteira e de corte dos Estados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte.

As propostas foram debatidas com a equipe interministerial do governo do presidente Lula que vem monitorando o desempenho da safra de grãos.

“Está é a primeira vez na história que um governo se antecipa e anuncia as medidas, antes mesmo do término da safra”, ressaltou o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro.

De acordo com ele, isso acontece por determinação do presidente Lula, que tem experiência acumulada. O ministro ressaltou que além da repactuação aprovada pelo CMN, outras medidas para estruturação do setor agropecuário serão anunciadas na próxima semana.

Renegociação foi reivindicada no “Minas Grita pelo Leite”

Captura de tela 2024-04-03 084902.png
Helena Carneiro, advogada da Faemg, acredita que a renegociação seja fruto da repercussão do ‘Minas Grita pelo Leite’

Reprodução YouTube

A advogada do Sistema Faemg, Helena Carneiro, lembrou que a repactuação foi anunciada logo após o evento “Grita pelo Leite” que reuniu no Expominas cerca de 7 mil produtores rurais que protestaram contra o excesso de importações de leite em pó e pediram a renegociação das dívidas. “Nós continuaremos atentos e cobrando a renegociação para outras atividades do agro que abarquem o crédito de custeio”, disse Helena.

Fonte: Itatiaia

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *