• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

‘Chegando a vacina, Minas Gerais estará pronta’, garante secretário de Saúde

Redação19 de novembro de 20203min0
20201119161859523493e
Estado deve seguir o Programa Nacional de Imunizações, gerido pelo Ministério da Saúde

Minas já está preparada para receber e aplicar na população a tão esperada vacina para combater a COVID-19. A afirmação foi garantida pela Secretaria de Saúde. O primeiro lote da farmacêutica chinesa Sinovac com o Instituto Butantan chegou em São Paulo nesta quinta-feira (19).

Embora o sistema de saúde mineiro esteja pronto, o estado deve seguir o Programa Nacional de Imunizações, que é gerido pelo Ministério da Saúde. “O que cabe ao estado fazer é preparar a distribuição da vacina, o treinamento da rede, para que consigamos vacinar toda população o mais rápido possível quando tivermos vacina”, afirmou o secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

Segundo Amaral, o plano de contingência começou há dois meses. “É um plano de ações em plena operação para estruturar toda a rede, adquirir insumos e, a princípio, chegando a vacina, Minas Gerais estará pronta”, garantiu o secretário.

De acordo com a Secretaria de Saúde, assim que o governo adquirir a imunização, ela será aplicada em “grupos vacinais”, por prioridades, assim como em outras campanhas de vacinação.

“O que nós temos é que pensar em ter insumos o suficiente para nós vacinarmos a sociedade, e isso já está muito bem encaminhado. Já temos todo o planejamento de logística, isso envolverá inclusive a Polícia Militar para termos certeza que vai chegar a vacina em todos os pontos de Minas Gerais”, afirmou Amaral.

Ainda em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (19), o secretário descartou, momentaneamente, a possibilidade de uma “segunda onda” da COVID-19 em Minas Gerais, mas alerta: “cuidem-se”.

“A pandemia não acabou. Se tomarmos cuidados, principalmente, não aglomerarmos, continuaremos na onda verde, que significa uma vida próxima do que era antes. Isso enquanto não temos vacina definida”, concluiu o secretário.

Fonte: Estado de Minas

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *