• Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com

Brasil tem 2ª conta de luz mais cara do mundo, segundo ranking

Redação20 de julho de 20225min0
energia-luz-321008
Valor alto na conta de luz pode estar associado a quantidade de taxas, furtos, impostos e ineficiências; veja dicas de como economizar

Após enfrentar meses de bandeiras tarifárias agressivas na conta de luz, o brasileiro parece ter um pequeno alívio com tarifas mais baixas. Mas, elas são baixas para quem?

Um estudo sobre o custo de energia no país, divulgado pela CupomValido com dados da Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace) mostrou que, atualmente, 25% de todo o orçamento familiar é utilizado somente para pagar a conta de energia elétrica.

Além disso, também foi possível perceber que, nos últimos cinco anos, o custo da energia elétrica subiu cerca de 47%. Esse aumento fez com que o Brasil figurasse como o segundo país com a conta de luz mais cara do mundo, atrás apenas da Colômbia.

Para chegar a estimativa, o estudo utilizou o custo de 200 kWh ajustado a renda per capita de cada país. Veja a seguir quais países figuram no ranking de conta de luz mais caras do mundo:

  1. Colômbia — 50,4
  2. Brasil — 34,2
  3. Turquia — 21,8
  4. Chile  — 21,5
  5. Portugal — 19,8
  6. Polônia — 19,6
  7. Letônia — 19,1
  8. Eslováquia — 18,5
  9. Espanha — 18
  10. República Tcheca — 15,7

E porque a conta de luz no Brasil custa tanto?

De acordo com o estudo, do total do custo pago pelos consumidores, apenas 53,5% são efetivamente utilizados para a geração, transmissão e distribuição de energia. Os outros 46,5% são compostos por taxas, furtos, impostos e ineficiências. Ou seja, essas despesas são consideradas os verdadeiros vilões do alto custo das contas de luz.

Dicas para economizar energia no inverno

Aliado ao alto preço da energia, o inverno também é um período que puxa a conta de luz lá para cima, não é mesmo? Um dos principais vilões desta temporada é chuveiro, já que é um item que gasta mais energia nos dias mais frios. Por isso, Edson Suguino, que é engenheiro elétrico, dá dicas de como economizar no banho. Confira:

  • Atenção ao horário do banho:

O especialista explica que evitar horários como o início da manhã ou após às 22h — que possuem temperaturas mais baixas — podem ajudar a economizar a energia. Isso porque, o chuveiro terá que trabalhar mais para garantir a temperatura quentinha. Outra dica válida é evitar o horário de pico de uso, que ocorre entre às 17h30 e às 20h30, já que as companhias de energia ficam sobrecarregadas.

  • Evite ligar tudo ao mesmo tempo:

Eletrodomésticos como o secador de cabelo, máquina de lavar roupas, torneira elétrica e chuveiro elétrico exigem bastante a rede de energia. Nesse sentido, vale a pena evitar o uso em conjunto de vários destes itens.

  • Economize no tempo de banho:

Apesar de o banho longo e quentinho ser muito confortável, o ideal é que ele não ultrapasse a marca de 8 minutos. Ficar muito tempo embaixo do chuveiro sobrecarrega o aparelho, além de desperdiçar água e energia. Portanto, monitore o tempo de banho em casa, principalmente das crianças, que se distraem com brincadeiras, tudo bem?

  • Opte por aparelhos eletrônicos:

Além de serem mais econômicos, estes modelos oferecem controle de temperatura, permitindo assim a escolha gradual e precisa da temperatura de forma rápida e simples. Essa é uma ótima maneira de dosar a temperatura ideal para seu banho e da sua família.

Fonte: Edson Suguino, engenheiro elétrico da Lorenzetti.

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *