• loja.muzambinho.com
  • muzambinho.com.br
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Safra de cana-de-açúcar bate recorde histórico em Minas com moagem próxima a 80 mi/ton

Redação12 de janeiro de 20247min0
colheita-mecanizada-vt-rn-1024x618
Açúcar foi um dos poucos produtos do agro brasileiro exportados em 2023 que tiveram aumento na quantidade e na receita. Desempenho da safra mineira, torna o estado o segundo maior produtor nacional, superando Goiás

A produção mineira de cana-de-açúcar safra 2023-2024 comemora uma safra excepcional, com uma colheita de 79,6 milhões de toneladas. O número representa um recorde histórico, jamais registrado anteriormente e configura um aumento de 18% em comparação com o mesmo período na safra anterior. Em 2022, a colheita em Minas alcançou 68 milhões de toneladas. Com esse desempenho mais recente, Minas passa a ocupar a segunda posição no ranking nacional, superando o estado de Goiás.

Os dados são da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig) que informa que esses números ainda podem aumentar, uma vez que a safra 2023 só se encerra em março.

Açúcar

Foram produzidos 5,43 milhões de toneladas de açúcar, um incremento de 18,7% em relação ao ano anterior. Somente na segunda quinzena de dezembro, foram produzidas 4 mil toneladas adicionais de açúcar.

Etanol

No que diz respeito ao etanol, a produção total atingiu 3,27 bilhões de litros, apresentando um aumento significativo de 13% em comparação com o mesmo período do ano anterior. O etanol hidratado e o etanol anidro alcançaram respectivamente 1,94 milhões de metros cúbicos e 1,3 milhões de metros cúbicos, indicando aumentos de 17,5% e 7,9%, comparados ao mesmo período da safra 2022/23.

Mário Campos Siamig.jpeg
Mário Campos, presidente da Siamig, feliz da vida com os bons resultados do segmento

O presidente da SIAMIG, Mário Campos, disse que o recorde no processamento “é o resultado do trabalho árduo e da dedicação dos produtores rurais e entidades de apoio associadas.”

Aumento também na safra nacional

Já a produção nacional de cana-de-açúcar na safra 2023-2024 foi beneficiada pelas condições climáticas regulares e pelos investimentos no setor sucroalcooleiro. A moagem atingiu mais de 90% na região Centro-Sul até dezembro de 2023. As previsões indicam um crescimento de cerca de 10% na produção, totalizando 677,6 milhões de toneladas.

Preços favoráveis no mercado internacional

No mercado internacional, os preços favoráveis do açúcar combinados com a perspectiva de boas safras estimularam os usineiros a aumentarem a produção. Foram fabricadas 46,88 milhões de toneladas de açúcar em 2023, um aumento de 27,4% em relação à temporada passada. Esse aumento ocorreu em todas as regiões produtoras. Diante desse cenário, o Brasil se mantém como o maior produtor mundial de açúcar, sendo responsável por algo em torno de 35% a 40% do comércio global.

Os preços do açúcar nos mercados internacionais atingiram altas de mais de 27 centavos/libra-peso, impulsionados pelo problema climático nas lavouras asiáticas, principalmente na Índia. O açúcar foi um dos poucos produtos brasileiros do agro exportados em 2023 com aumento na quantidade (15,32%) e na receita (40,85%) em comparação com o ano anterior.

Fonte: Itatiaia

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *