• Muzambinho.com
  • loja.muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • muzambinho.com.br

Crescem registros de raça bovina que surgiu no Brasil por acaso; saiba qual é

Redação25 de janeiro de 202410min0
65082352309628706230622-65867
Na década de 40, touro da raça Gir invadiu pastagem vizinha e cobriu vacas da raça Holandesa, dando origem à raça que, hoje, responde por 80% da produção leiteira do país

Apesar de 2023 ter sido um ano de muitos desafios para a pecuária leiteira, o número de controles e registros genealógicos da Raça Girolando feitos em 2023 ficou acima dos efetuados em 2022. De acordo com o balanço divulgado nesta quinta-feira, (25), pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando – raça responsável por cerca de 80% da produção de leite do país, segundo a Embrapa Gado de Leite, com sede em Juiz de Fora.

Foram efetuados 97.352 registros de animais, em todo o país, um pouco acima do ano anterior, em que foram registrados 97.214. “Isso mostra que o pecuarista continua acreditando no potencial da raça e entende que, mesmo em momentos de crise, não se pode parar de investir no avanço genético do Girolando.

WhatsApp Image 2024-01-25 at 11.43.28.jpeg
Domício Arruda, presidente da Girolando

Maria Teresa Leal/Itatiaia

O animal com registro genealógico é mais valorizado no mercado porque esta é uma ferramenta que assegura a identidade, a procedência e o desempenho do bovino”, esclarece o presidente da entidade Domício Arruda.

Segundo ele, o desempenho alcançado reflete todo o trabalho feito pela equipe técnica no campo que vem participando de uma série de eventos de capacitação nos últimos meses. “Além do curso de oratória iniciado no final do ano passado com o objetivo de melhorar a comunicação entre técnicos e associados, eles participarão em fevereiro da Semana Técnica Nacional Girolando 2024, com treinamentos teóricos e práticos na área de registro e melhoramento genético”, informa o presidente.

Touro invadiu pastagem vizinha 🦬

Genuinamente brasileira, a raça surgiu na década de 1940, no Vale do Paraíba, São Paulo, quando um touro da raça Gir teria invadido uma pastagem vizinha e coberto algumas vacas da raça Holandesa. Os criadores observaram que os animais, resultantes desses cruzamentos, tinham maior rusticidade, precocidade e grande capacidade de produção de leite.Isso levou criadores de outras regiões do Brasil a investir nesse tipo de animal e a desenvolver técnicas para selecionar os melhores exemplares com o objetivo de aperfeiçoar o desempenho zootécnico do cruzamento.

Mapa definiu normas em 1989 📝

Em 1989, foram definidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Mapa) as normas para formação da raça Girolando. O direcionamento dos acasalamentos buscou a formação de um grupamento étnico capaz de produzir leite de modo sustentável nas regiões tropicais e subtropicais. O objetivo foi a fixação do padrão racial na composição racial 5/8 Holandês + 3/8 Gir. São considerados como Puro Sintético (PS), ou seja, a raça propriamente dita, os animais advindos do acasalamento entre indivíduos 5/8.No dia 1° de fevereiro de 1996, o Girolando foi reconhecido oficialmente como raça pelo Ministério da Agricultura e tem como única delegada para a execução do Serviço de Registro Genealógico e do Programa de Melhoramento Genético em todo o país a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando.Desde 1989, a entidade registra diversas composições raciais permitidas dentro da formação da raça, indo desde o CCG 1/4 Holandês + 3/4 Gir até o CCG 7/8 Holandês + 1/8 Gir.

Alguns diferenciais da raça são a alta produtividade, rusticidade, precocidade, longevidade e fertilidade, além da alta capacidade de adaptação a diferentes tipos de manejo e clima. As fêmeas Girolando possuem características fisiológicas e morfológicas perfeitas para a produção nos trópicos, como a capacidade e suporte de úbere, tamanho de tetas, pigmentação, capacidade termorreguladora, aprumos e pés fortes, conversão alimentar, eficiência reprodutiva. Essas são características que garantem maior produtividade e menor custo de produção, melhorando a rentabilidade do negócio.

Conheça outras características 🐂

  • A eficiência reprodutiva é um dos pontos fortes da raça, pois se adapta muito rapidamente às condições às quais é submetida.
  • A conformação anatômica do aparelho reprodutivo das matrizes Girolando é perfeita, corrigindo até os problemas que são notados nas raças puras.
  • Tanto novilhas como vacas, possuem baixos índices de problemas de parto e retenção de placenta.
  • A idade média ao primeiro parto é por volta de 33 meses (com a idade mínima de 17 meses e a máxima de 53 meses).
  • Nos machos Girolando, a temperatura do corpo está intimamente relacionada com a regulação da temperatura da bolsa escrotal (descida e subida), proporcionando, assim, uma maior produção de espermatozoides viáveis. 

    Produção Leiteira 🐄🐄🐄

Graças aos constantes investimentos em melhoramento genético feito pelos criadores, as vacas Girolando vêm registrando um crescente aumento na produção de leite. Considerando a produção de leite em até 305 dias, em 2000 a produção alcançava 3.695 kg, já em 2019 foi de 5.671 kg. Isto representa um aumento de 53% no período de 18 anos.O pico de produção de leite chega até os 8 anos, e produz satisfatoriamente até aos 15 anos de idade.

(*) Com informações da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando

Por Maria Teresa Leal

Fonte: Itatiaia

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *