• Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Sul de Minas recebe título raro de qualidade na cafeicultura nacional

Redação16 de junho de 20201min0
coffe-hands-1234
A partir de agora, o café produzido em 25 municípios da Serra da Mantiqueira terá um selo de Denominação de Origem (D.O.), uma espécie de certidão de nascimento.

Um registro que vai identificar onde ele foi produzido. A confirmação como Denominação de Origem foi na última semana e beneficia oito mil produtores rurais de 25 municípios que mudaram, agora, o status de qualidade.

Esta certificação é um selo de qualidade considerado raro na cafeicultura nacional, sendo que, até hoje, apenas os cafés produzidos na região do cerrado mineiro tinham essa qualificação.

De acordo com Vanúsia Nogueira, secretaria executiva da BSCA (Associação Brasileira de Cafés Especiais, na tradução), esta obtenção teve início na região no início deste século, quando os produtores decidiram descascar os cafés e um produtor da região conseguiu ganhar um concurso internacional, sendo a primeira conquista da região.

Receber uma denominação de origem não requer apenas produzir um bom café. Nesse caso, a D.O. como é conhecida no meio cafeeiro, vai reconhecer que só os cafés produzidos nas lavouras da Associação dos Produtores de Café da Mantiqueira (Aprocama) presentam características dessa região. É um certificado de originalidade.

Fonte: Portal Onda Sul

  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com
  • Muzambinho.com

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *